Brasília BRB tem lucro líquido de R$ 608 mi em 2021, o maior da história

BRB tem lucro líquido de R$ 608 mi em 2021, o maior da história

O valor é 35% maior que o de 2020; o banco divulgará o balanço anual de atividades nesta quinta

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Banco de Brasília

Banco de Brasília

Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Em 2021, a despeito da pandemia de Covid-19, o BRB (Banco de Brasília) teve o maior lucro líquido de sua história. Foram R$ 608 milhões, 35% a mais do que em 2020, quando a instituição cresceu, após o pagamento de todas as despesas, R$ 456 milhões. O BRB apresentará, nesta quinta-feira (3), o balanço anual sobre as atividades.

As contas do banco já demonstravam otimismo mesmo antes de o BRB fechar o caixa do ano passado. No terceiro trimestre de 2021, o lucro líquido da instituição foi de R$ 192 milhões, 68,3% a mais que no mesmo período de 2020.

À época, no acumulado de nove meses, o ganho da instituição com todas as contas quitadas era de R$ 433 milhões. O balanço completo de 2021 do BRB apontou, também, que o banco chegou a 3,5 milhões de clientes, contra os 608 mil correntistas de 2020.

Aa concessão de crédito cresceu mais de 34% no ano passado. O maior beneficiado foi o setor imobiliário. Além disso, o BRB segue com o plano de expansão e está em 90% dos municípios brasileiros.

O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, falou com o apresentador Guilherme Portanova, do DF Record. Costa destacou que, além do papel financeiro, o banco também esteve presente na vida dos brasilienses, mesmo os não correntistas, no combate à pandemia.

“O papel de um banco público é ir além do papel de um banco tradicional. É entender que todo cidadão, toda cidadã também são nossos clientes. E, por meio da prestação de serviço, seja em programas sociais, gerindo a mobilidade, é uma forma de as pessoas sentirem a presença do BRB no dia a dia”, destacou Costa.

Últimas