Brasília Câmara aprova requerimentos de repúdio a ataques racistas contra Vinícius Junior

Câmara aprova requerimentos de repúdio a ataques racistas contra Vinícius Junior

Jogador brasileiro que atua no Real Madrid sofreu racismo durante a partida contra o Valencia e foi expulso nos acréscimos, no domingo

  • Brasília | Camila Costa, do R7, em Brasília

Vinícius Jr., brasileiro, jogador do Real Madrid

Vinícius Jr., brasileiro, jogador do Real Madrid

REUTERS/Juan Medina - 09.05.2023

A Câmara dos Deputados aprovou por unanimidade nesta terça-feira (23) um conjunto de requerimentos de repúdio ao episódio de racismo sofrido pelo jogador brasileiro Vinícius Jr. Durante partida contra o Valencia, pelo Campeonato Espanhol, nesse domingo (21), o atleta, que atua no Real Madrid, sofreu ataques dos torcedores. Nos acréscimos do segundo tempo, Vinícius Jr. foi expulso pelo árbitro, que não paralisou o jogo.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que diferentes bancadas e parlamentares apresentaram moções e requerimentos de repúdio aos ataques racistas feitos ao jogador, e, por isso, a Casa reuniria todos em uma única votação.

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram

O líder do governo, José Guimarães (PT-CE), afirmou que a luta contra o racismo não pode se limitar às fronteiras do Brasil. "É um compromisso que a Casa está tomando em solidariedade a esse grande ídolo, o nosso querido Vini Jr., que está lá sofrendo pelo que é crime aqui no Brasil. A luta contra o racismo é internacional", defendeu o líder.

Infelizmente, isso ainda acontece, mas é preciso intensificar o combate ao racismo. Somos o Brasil de Zé Maria, de Brito, Everaldo, de Jairzinho, de Pelé e Coutinho, de Vinícius Junior.

deputado federal Renildo Calheiros (PCdoB-PE)

Cabo Gilberto da Silva (PL-PB) cobrou uma resposta da Liga Espanhola. "Para trazer justiça a esse caso que virou notícia em todo o planeta", afirmou.

Desabafo

Vinícius Jr. se pronunciou sobre os ataques racistas que tem sofrido na Espanha. Em uma postagem nas redes sociais, ele disparou contra a LaLiga, federação reguladora do futebol espanhol.

Não foi a primeira vez, nem a segunda e nem a terceira. O racismo é o normal na LaLiga. A competição acha normal, a Federação também e os adversários incentivam. Lamento muito. O campeonato que já foi de Ronaldinho, Ronaldo, Cristiano e Messi hoje é dos racistas. Uma nação linda, que me acolheu e que amo, mas que aceitou exportar a imagem para o mundo de um país racista.

Vinícius Junior, jogador brasileira que atua no Real Madrid

"Lamento pelos espanhóis que não concordam, mas hoje, no Brasil, a Espanha é conhecida como um país de racistas. E, infelizmente, por tudo o que acontece a cada semana, não tenho como defender. Eu concordo. Mas eu sou forte e vou até o fim contra os racistas. Mesmo que longe daqui", completou o jogador.

Últimas