Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Chacina no DF: adolescente é detido por suspeita de participação nos crimes

Um quarto suspeito de ligação com o caso já havia sido identificado e está foragido; polícia acredita que o homem está fora do DF

Brasília|Josiane Ricardo, da Record TV

Local onde polícia do DF encontrou corpos de chacina em cisterna
Local onde polícia do DF encontrou corpos de chacina em cisterna Local onde polícia do DF encontrou corpos de chacina em cisterna

Um adolescente de 17 anos foi apreendido na noite desta terça-feira (24) no Itapoã, Distrito Federal, por suspeita de envolvimento na chacina da família da cabeleireira Elizamar da Silva, de 39 anos. De acordo com a Polícia Militar, no momento da detenção, o jovem contou que recebeu R$ 2.000 e que iria receber mais R$ 3.000 de comparsas pela participação no crime. O papel dele ainda não foi esclarecido.

O adolescente e um homem de 23 anos, que estava junto com ele no momento da detenção, prestaram depoimento na 6ª Delegacia de Polícia Civil (Paranoá). O maior de idade foi liberado após ser ouvido. Segundo a Polícia Civil, ele não ficou preso porque, apesar de ter conhecimento dos crimes, não participou deles.

Neste domingo (22), um quarto suspeito de ligação com o caso da família carbonizada foi identificado. De acordo com as investigações, Carlomam dos Santos Nogueira, 26 anos, é foragido por ter cometido outros crimes e faz parte do PCC, a maior organização criminosa do Brasil.

Leia também

O delegado ainda afirmou, nesta terça-feira (24), que Carlomam poderia estar fora do Distrito Federal. À Record TV, Viana ainda disse que o serviço de recompensa pode ser acionado em breve para que as autoridades consigam prender o suspeito.

Publicidade

Vítimas

A Polícia Civil do Distrito Federal trabalha com a hipótese de extorsão. De acordo com a corporação, as vítimas que foram mantidas em cárcere privado teriam sofrido agressões físicas para que senhas bancárias fossem repassadas.

Segundo a corporação, R$ 54 mil foram encontrados na conta bancária de um dos suspeitos de ligação com o crime. O delegado responsável ainda informou que o dinheiro identificado é referente a uma casa que Cláudia Regina havia vendido.

Publicidade

Com Horácio Carlos foram encontrados R$ 40 mil, e com Gideon Batista, R$ 10 mil. Cerca de R$ 4.000 também foram localizados na conta da namorada de Gideon, que não teve o nome revelado.

Nesta terça-feira (24), a identidade dos corpos de Renata (sogra de Elizamar) e Gabriela Belchior (cunhada de Elizamar), Thiago Gabriel (marido de Elizamar) e Cláudia Regina (ex-esposa do sogro de Elizamar) foi confirmada. O corpo de Ana Beatriz (filha de Cláudia) ainda não foi identificado.

Publicidade

Suspeitos

Um vídeo obtido pela Record TV mostra que Horácio Barbosa e Fabrício Canhedo, suspeitos de ligação com o crime, se encontraram depois dos registros de boletim de ocorrência sobre o desaparecimento da família.

As imagens das câmeras de segurança foram feitas no prédio em que Horácio mora, na região do Paranoá. Com o novo vídeo, a polícia levantou a possibilidade de os suspeitos já se conhecerem antes dos crimes.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.