Sarampo

Brasília Com baixa cobertura, governo prorroga vacinação contra influenza e sarampo

Com baixa cobertura, governo prorroga vacinação contra influenza e sarampo

Decisão é do Ministério da Saúde. No DF, cobertura vacinal de sarampo alcançou apenas 19,1% das crianças

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

Vacina contra sarampo é voltada para crianças de 6 meses a 5 anos

Vacina contra sarampo é voltada para crianças de 6 meses a 5 anos

Fonte: Agência Saúde DF

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde prorrogou até 24 de junho a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza e a Campanha Nacional de Seguimento e Vacinação de Trabalhadores da Saúde contra o Sarampo. O documento foi enviado à Secretaria de Saúde do Distrito Federal na noite desta quinta-feira (2). 

De acordo com a pasta, a vacinação contra sarampo para crianças de 6 meses a 5 anos, até 24 de maio, alcançou apenas 19,1% do total. No caso da influenza, em que o público-alvo são os idosos, a cobertura estava em 48%. Para trabalhadores da saúde e professores, que também recebem o imunizante, a cobertura de influenza estava em 36,9% e 29,2%, respectivamente.

O cenário é ruim em escala nacional, segundo a nota da Secretaria de Saúde. De acordo com o texto, “as coberturas vacinais alcançadas até o momento, nas unidades federativas e seus respectivos municípios, encontram-se aquém das metas estabelecidas para ambas as campanhas”.

A intenção do governo federal é garantir pelo menos 90% da cobertura vacinal de influenza. No caso do sarampo, a meta é de 95%. A porcentagem ajuda a reduzir complicações e mortes nos grupos prioritários nos dois casos.

Últimas