Brasília Concurso da Polícia Civil do DF atrasa por falta de aplicadores

Concurso da Polícia Civil do DF atrasa por falta de aplicadores

Parte da equipe de aplicação do exame não compareceu, e houve atraso em três escolas de Brasília

  • Brasília | Sarah Teófilo e Emerson Fraga, do R7, em Brasília

Reprodução

O início das provas do concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), neste domingo (22), atrasou por falta de equipe para aplicar os exames. A demora ocorreu em três escolas: Marista, na Asa Norte; Sigma, na Asa Sul, e Centro de Ensino Fundamental 6 (CEF 6), do Lago Sul.

A advogada Thaís Oliveira, de 32 anos, faz a prova no CEF 6. As entradas ocorreram de forma escalonada. O grupo deveria chegar às salas entre 13h30 e 13h45. Os portões, no entanto, só foram abertos às 14h07. "Ainda está fechado e a justificativa foi de que não havia gente suficiente para aplicar a prova", disse Thaís, pouco antes das 14 horas.

O Cebraspe, que aplica a prova, confirmou que o atraso "decorreu do não comparecimento de parte da equipe alocada para apoiar na realização das provas", mas disse que a situação não prejudicou o evento.

"O tempo de atraso será compensado ao final, preservando-se a isonomia do concurso. O Centro esclarece, ainda, que a realização de concursos públicos está sujeita a intercorrências e que as equipes reservas existem justamente para suprir eventuais ausências injustificadas de colaboradores, como no caso", justificou.

Em um grupo de aplicadores no Facebook, por volta das 11 horas foi publicado um convite, solicitando pessoal para participar do processo da prova. Na publicação, houve diversos comentários criticando o valor pago e a demora para o pagamento. Algumas pessoas comentaram que desistiram de ir ao local deste domingo. Uma mulher fez uma outra publicação dizendo que precisava, com urgência, de fiscais para escolas em Ceilândia, Taguatinga, Asa Norte e Asa Sul.

A prova deste domingo está sendo aplicada para candidatos ao cargo de agente. No sábado (21), foram realizadas as provas para o cargo de escrivão. O concurso sofreu diversos atrasos em decorrência da pandemia de covid-19. Houve, até, ações na Justiça questionando a realização. O certame para o cargo de escrivão ocorreria em março do ano passado, mas foi adiado; o de agentes, inicialmente, foi marcado para outubro de 2020.

Últimas