Brasília Conheça Daniella Marques, a nova presidente da Caixa

Conheça Daniella Marques, a nova presidente da Caixa

Após ter tido destaque na carreira como fundadora e diretora de fundos de investimento, ela ocupou cargo de confiança de Guedes 

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Daniella Marques Consentino, nova presidente da Caixa

Daniella Marques Consentino, nova presidente da Caixa

Record TV/Reprodução - Arquivo

Daniella Marques Consentino substitui Pedro Guimarães na presidência da Caixa. A troca se deu nesta quarta-feira (29), em meio às denúncias de assédio sexual de Guimarães a funcionárias, e já foi publicada no Diário Oficial da União. Ex-secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, ela chegou ao governo após atuações no mercado privado.

Formada em administração pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) em 2003, com trabalho de conclusão sobre avaliação de potencial de perda de uma carteira de investimentos, Daniella cursou MBA em finanças pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC).

Ela teve destaque no mercado financeiro, atuando por 20 anos na área de gestão independente de fundos de investimento. Daniella foi chamada por Paulo Guedes para compor quadro no Ministério da Economia no início do governo Bolsonaro. Em janeiro de 2019, ela assumiu o cargo de chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos.

Em fevereiro deste ano, quando Daniella Marques já vinha sendo avaliada como o braço direito de Guedes, ela foi nomeada secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, substituindo Carlos da Costa. A administradora foi entrevistada pelo JR Entrevista em maio, quando destacou políticas públicas voltadas para as mulheres. Assista:

Na conversa, Marques falou sobre a facilidade de acesso ao crédito para micro e pequenos empreendedores e reforçou o projeto de apoio às mulheres empreendedoras, o Brasil para Elas, e as condições de acesso ao crédito para a população feminina. Ela também destacou o entendimento de que as últimas reduções de impostos promovidas pelo governo federal aumentam a produtividade das empresas e geraram incentivo para a produção nacional.

Daniella Marques assume o cargo que foi de Pedro Guimarães por três anos e seis meses. O Ministério Público Federal (MPF) investiga Guimarães em denúncias de assédio sexual a funcionárias do banco. As acusações foram reveladas pelo portal Metrópoles.

Nota

A Caixa confirmou que recebeu denúncias de assédio e informou que estava investigando o caso desde maio deste ano. Em comunicado divulgado para a imprensa na noite desta quarta-feira (29), o banco destacou que o tema vinha sendo tratado de forma interna e em sigilo.

“A Caixa repudia qualquer tipo de assédio e informa que recebeu, por meio do seu canal de denúncias, relatos de casos desta natureza na instituição. A investigação corre em sigilo, no âmbito da Corregedoria, motivo pelo qual não era de conhecimento das outras áreas do banco”, divulgou.

O banco ainda afirmou na nota que fez contato com a pessoa que realizou a denúncia e promoveu "diligências internas que redundaram em material preliminar". Esse material está em processo de avaliação. "Portanto, a Corregedoria admitiu a denúncia e deu notícia ao/à denunciante, se colocando à inteira disposição para colher o seu depoimento, mantendo seu anonimato."

Últimas