Brasília Covid: Taxa de transmissão do DF é a mais alta desde março

Covid: Taxa de transmissão do DF é a mais alta desde março

O boletim epidemiológico deste domingo (3) revela que o índice está em 1,14, o que significa que a pandemia está avançando

  • Brasília | Bruna Lima, do R7, em Brasília

Joédson Alves/EFE

O Distrito Federal registrou, neste domingo (3), a maior taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 desde março deste ano. O índice foi de 1,14, ou seja, 100 infectados passam a doença para outras 114 pessoas. O governador Ibaneis Rocha manifestou preocupação com a situação. 

Taxas acima de 1 indicam que a pandemia está avançando, segundo especialistas. A última vez que o DF registrou uma Rt tão alta foi em 14 de março, quando o índice estava em 1,22. A taxa está acima da média brasileira. De acordo com o último levantamento do Imperial College de Londres, o país apresenta RT de 1,04, também mostrando uma tendência de aumento, a maior desde meados de junho. 

Com o aumento, o governo estuda adotar medidas restritivas novamente. "Se houver necessidade de algum tipo de medida restritiva, nós fazemos com o maior cuidado possível para prevenir a saúde da população", afirmou Ibaneis durante agenda pública neste domingo.

No entanto, o governador amenizou a situação, afirmando que o DF tem condições hospitalaes, incluindo a possibilidade de abertura de novos leitos. "A gente vem mantendo isso sob controle."

Com a taxa em gradativo aumento, o novo boletim epidemiológico do DF, deste domingo (3), revelou mais 1.264 novos casos confirmados, totalizando 498.043 infecções desde o início da pandemia. A capital brasileira já registrou 10.495 mortes pela doença, sendo que 912 das vítimas eram residentes de outros estados.

Últimas