Brasília Damares diz ainda não ter decidido sobre candidatura em 2022

Damares diz ainda não ter decidido sobre candidatura em 2022

Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos afirmou que concorrer depende de 'vontade no coração'

  • Brasília | Isabella Macedo, do R7, em Brasília

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - Arquivo

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou nesta quinta-feira (3) que ainda não decidiu se será candidata nas eleições de 2022. Segundo a ministra, o presidente Jair Bolsonaro (PL) deu a ela mais alguns dias para avaliar a possibilidade.

"O presidente me deu uns dias para pensar, ainda não disse se serei candidata nem por onde. Meu domicílio eleitoral é São Paulo, mas ainda não decidi se serei candidata. Depende de uma vontade no coração", afirmou ela.

No início da semana, a ministra havia dito à Record TV e ao R7 que, caso disputasse uma vaga no Senado, teria a intenção de ser a presidente da casa. O estado pelo qual a ministra entrará na disputa, no entanto, ainda não foi definido.

"Todo mundo me quer senadora, e eu quero chegar lá para presidir o Senado, e eu quero chegar lá para ser a primeira mulher presidente do Senado e propor a maior reforma do Código Penal do país", afirmou Damares nesta quinta-feira.

A ministra também é cotada como um dos nomes para ser vice na chapa de Bolsonaro em sua tentativa de se reeleger. Em relação à disputa ao Senado, a estratégia de Bolsonaro é aumentar a base de apoio na casa. Os objetivos são reduzir a resistência que os senadores vêm oferecendo às votações de interesse do governo, no caso da sua vitória, e manter o bolsonarismo vivo no Congresso, em eventual derrota.

Últimas