Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Damares quer cassação de Arthur do Val por falas sobre ucranianas

Em gravação, deputado do Podemos disse que mulheres ucranianas 'são fáceis porque são pobres'

Brasília|Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília


Damares Alves (à direita) publica vídeo em que faz críticas ao deputado Arthur do Val (Podemos)
Damares Alves (à direita) publica vídeo em que faz críticas ao deputado Arthur do Val (Podemos)

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, publicou em seu perfil em uma rede social que pedirá a "cassação imediata" do deputado estadual de São Paulo Arthur do Val (Podemos), também conhecido como 'Mamãe Falei'.

Em um áudio que vazou na internet nesta sexta, pode-se ouvir o parlamentar dizendo que as mulheres ucranianas são "fáceis, porque são pobres". A mensagem teria sido enviada em viagem à Ucrânia, na qual o deputado afirma ter atuado para ajudar em auxílio da população do país invadido pela Rússia. “Vou te dizer, são fáceis, porque elas são pobres. E aqui minha carta do Instagram, cheia de inscritos, funciona demais. Não peguei ninguém, mas eu colei em duas ‘minas’, em dois grupos de ‘mina’, e é inacreditável a facilidade”, afirmou o deputado.

Veja a publicação de Damares Alves

A ministra classificou as palavras do deputado como "horripilantes". Devido à repercussão negativa, o deputado até chegou a publicar uma retratação nas redes sociais na manhã deste sábado (5), em que disse ter sido "moleque", mas negou que tenha ido à Ucrânia para fazer turismo sexual.

No vídeo publicado em sua rede social, Damares diz que foi surpreendida com "as absurdas falas do deputado que diz que foi à Ucrânia para ajudar as pessoas neste momento de guerra. E o que ele falou? Os absurdos que vimos nas redes sociais, com o áudio que vazou das falas deste deputado. (...) Vai um recado para você, deputado: já desce no Brasil com sua carta de renúncia, porque nós vamos pedir a sua cassação e vamos tomar todas as providências jurídicas com relação à sua fala", afirmou Damares. 

Publicidade

Leia também

Podemos abre processo disciplinar

A presidente do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP) divulgou uma nota na noite de sexta-feira (4) em que classifica como "gravíssimas e inaceitáveis" as declarações de Arthur do Val. A deputada disse ainda que "o Podemos repudia com veemência as declarações e, com base nelas, instaura de imediato um procedimento disciplinar interno para apuração dos fatos."

Sérgio Moro

O candidato à presidência Sergio Moro, que chegou a chamar a ida do deputado de “louvável” há dois dias, afirmou que não vai apoiar “pessoas que têm esse tipo de opinião e comportamento”. “Lamento profundamente e repudio veementemente as graves declarações do deputado Arthur do Val divulgadas pela imprensa. O tratamento dispensado às mulheres ucranianas refugiadas e às policiais do país é inaceitável em qualquer contexto”.

Publicidade

Deputado retira pré-candidatura ao governo de São Paulo

Arthur do Val retirou neste sábado (5) sua pré-candidatura ao governo de São Paulo por conta da repercussão do áudio em que ele menospreza mulheres ucranianas, dizendo que elas "são fáceis porque são pobres".

SAIBA TAMBÉM: Ex-embaixatriz da Ucrânia no Brasil pede cassação de Arthur do Val

Publicidade

"Faço isso por entender que nesse momento delicado da política nacional é necessário preservar o árduo trabalho de todos aqueles que se dedicam na construção de uma terceira via. O projeto não merece que as minhas lamentáveis falas sejam utilizadas para atacá-lo", anunciou o parlamentar nas redes sociais.

Segundo do Val, a presidente nacional do Podemos, Renata Abreu (Podemos-SP), já foi informada da sua decisão. O deputado disse que "não tem compromisso com o erro" e pediu desculpas pelas afirmações sobre as ucranianas.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.