Brasília Daniella Marques diz que Caixa não é lugar para fazer piada sexista 

Daniella Marques diz que Caixa não é lugar para fazer piada sexista 

Presidente do banco afirmou, nesta terça-feira (26), que banco é espaço para exercitar 'liberdade de ideias e argumentos'

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

A presidente da Caixa, Daniella Marques

A presidente da Caixa, Daniella Marques

Marcello Casal Jr/Agência Brasil - 20.05.2022

A presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques, afirmou nesta terça-feira (26) que o banco não é lugar para fazer piadas sexistas. Ela também anunciou que os homens não precisam mais usar gravata, salvo em compromissos institucionais da instituição. 

"Eu não acredito em superpoderes, nem de presidente nem de vice-presidente. Eu acredito num colegiado de ideias, num ambiente fluido para argumentar e com respeito. O respeito vale tanto para a liberdade de argumento quanto para as questões de homens e mulheres", disse Daniella.

"E eu digo que local de trabalho é lugar de exercício de vocação, mérito e respeito. E ponto-final. Quer fazer piada sexista, quer ver filme, ver foto, rir alto? Tem bar, tem balada, tem festa, tem casa de amigos. Com certeza o local de trabalho é um local para estar exercitando liberdade de ideias, de argumentos, de coisas que a gente possa construir valor para a Caixa e para os brasileiros", completou.

"Podem tirar a gravata, somos modernos. Usa quem quiser. Eu ia dizer que esse momento de leveza que a gente quer é um símbolo que esteja refletido no dia a dia do trabalho. Quem tiver compromisso institucional use, mas vamos liberar para que isso traga leveza que a gente precisa", destacou Daniella com relação à flexibilização do vestuário.

As medidas se contrapõem ao modo adotado pelo seu antecessor, Pedro Guimarães, que deixou o comando do banco após denúncias de assédio moral e sexual. Integrantes contam que o ex-dirigente obrigava os empregados homens a usar gravata de cor azul, e jamais itens de cor vermelha.

Participaram do encontro os superintendentes nacionais, de rede, diretores-executivos, vice-presidentes, presidentes das companhias subsidiárias e demais membros da alta administração.

Últimas