Brasília Defesa pede novas informações ao TSE para fiscalizar eleições

Defesa pede novas informações ao TSE para fiscalizar eleições

Ofício foi enviado pela pasta ao presidente do tribunal, ministro Edson Fachin, em 24 de junho, mas ainda não houve resposta

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

O ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira

O ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira

Divulgação/Ministério da Defesa

O Ministério da Defesa pediu, em ofício enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), informações técnicas para fiscalização do sistema eletrônico de votação. O documento foi encaminhado em 24 de junho. O R7 apurou que haveria pressão para que a corte enviasse uma resposta. O prazo para essa resposta, porém, ainda não começou a contar.

O ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, pediu, no ofício endereçado ao presidente do TSE, ministro Edson Fachin, “informações técnicas preparatórias acerca do processo eleitoral”. A pasta já havia informado ao tribunal, anteriormente, que indicaria militares para fiscalizar o sistema eletrônico.

O TSE informou que o documento enviado pela Defesa faz parte de um procedimento administrativo aberto por Fachin, “para que as entidades fiscalizadoras [...] manifestem interesse em auditar e fiscalizar o sistema eleitoral”. Foi dado um prazo de 15 dias para as entidades interessadas se manifestarem, e esse prazo terminou nesta sexta-feira (8).

“Após esse prazo, todos os documentos encaminhados serão analisados, e os procedimentos necessários para dar seguimento às ações de fiscalização e auditoria serão definidos”, informou a corte eleitoral.

Últimas