Brasília Desemprego recua 18,6% no Distrito Federal, indica Codeplan

Desemprego recua 18,6% no Distrito Federal, indica Codeplan

A capital federal tem 262 mil desempregados; apesar do número, índice alcançou menor patamar do ano, segundo levantamento

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Carteira de Trabalho

Carteira de Trabalho

NDRE MELO ANDRADE/IMMAGINI/ESTADÃO CONTEÚDO - 29.07.2021

A taxa de desemprego no Distrito Federal recuou 18,6% em 12 meses, segundo levantamento da Companhia de Planejamento (Codeplan), divulgado nesta terça-feira (31). O resultado, que considera a variação entre abril do ano passado e o mesmo mês deste ano, consta na Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED).

Com isso, 262 mil pessoas estão desempregadas na capital federal. O total representa 15,9% da População Economicamente Ativa (PEA), e é o menor índice do ano. Um dos fatores atribuídos pela Codeplan para a melhora no índice de desemprego é o aumento nas oportunidades.

Para a economista e técnica do Dieese Lucia Garcia, o cenário passa a se consolidar no pós-pandemia, com o aumento da PEA nesse contexto. "Nossa economia vem se recuperando minimamente, nossa ocupaçao ainda gera postos de trabalho mesmo em um ambiente mais adverso, com terceirização cada vez maior, caracterizada pela ocupação no setor público", pondera.

Nesse período, 28,3 mil vagas de trabalho foram criadas. O setor que mais contratou foi a administração pública, que empregou 19,2 mil em um ano. Em seguida, aparece o setor de serviços, com 9,1 mil postos. Já comércio, indústria e construção fecharam avagas: 900, 7,8 mil e 10,1 mil, respectivamente.

Salários

Mesmo com a desaceleração do desemprego e aumento das ocupações, o salário dos trabalhadores no serviço público retrocedeu. Em média, essa categoria tinha um rendimento mensal médio de R$ 9.837 em março do ano passado. No mesmo período deste ano, esse montante caiu para R$ 9,388, um recuo de 4,6%.

No setor privado, a variação foi menor: 0,2%. "Estamos em momento de inflação alta, e esses movimento impacta no rendimento real dos trabalhadores", ponderou o chefe de gabinete da Codeplan, Thiago Mendes.

Últimas