Brasília DF: homem que atropelou crianças tentou fugir do local e foi agredido

DF: homem que atropelou crianças tentou fugir do local e foi agredido

Três vítimas estão em estado grave de saúde. Acidente ocorreu na QNP 05, em Ceilândia. Motorista está detido na 15ª delegacia

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília, e Hariane Bittencourt, da Record TV

Autor do acidente foi identificado como Francisco Manoel da Silva

Autor do acidente foi identificado como Francisco Manoel da Silva

Reprodução

O motorista embriagado que atropelou cinco crianças tentou fugir do local, mas foi impedido por populares, que o agrediram antes da chegada da Polícia Militar. O acidente ocorreu na QNP 05, em Ceilândia, no Distrito Federal. O homem está detido na 15ª delegacia e deve passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (23).

Cinco crianças foram atropeladas pelo pedreiro Francisco Manoel da Silva, de 53 anos, que dirigia sob efeito de álcool na tarde deste domingo (22). As vítimas têm entre 5 e 10 anos, segundo policiais. Três delas foram transportadas em estado grave para o Hospital Regional de Ceilândia, mas, devido à gravidade dos ferimentos, foram transferidas para o Hospital de Base, na Asa Sul.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as três crianças que estão em estado grave têm 5 e 6 anos. Já as outras duas crianças, de 10 anos, estão estáveis. As vítimas tiveram traumatismo cranioencefálico e múltiplas fraturas.

Segundo testemunhas, o grupo foi atingido por um carro branco quando atravessava a via em uma faixa de pedestres. Na primeira pista, dois motociclistas pararam para as crianças atravessarem, mas, na segunda via, o veículo não freou. Após a colisão, o motorista tentou fugir, mas foi interceptado pela dupla de motociclistas quase 300 metros à frente do local do impacto.

Caso aconteceu em Ceilândia, no Distrito Federal, na tarde deste domingo (22)

Caso aconteceu em Ceilândia, no Distrito Federal, na tarde deste domingo (22)

HARIANE BITTENCOURT/22.05.22

Na sequência, populares desferiram golpes contra o pedreiro antes da chegada da polícia. Imagens do momento mostram o homem, no chão, com sangue no rosto e nas mãos. Por pouco, Silva não foi linchado pela população.

Segundo a corporação, o autor do acidente não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele fez teste de alcoolemia no Instituto Médico-Legal e teve a embriaguez confirmada por peritos da Polícia Civil.

Ao R7, o delegado Fernando Crisci, que assumiu as investigações do caso, afirmou que o motorista foi detido e retirado do local, uma vez que populares queriam linchá-lo. Ainda segundo o agente, o suspeito deverá responder pelo crime de lesão corporal na direção de veículo automotivo qualificada, e não há fiança para esse tipo de crime. 

Últimas