Brasília Enfermeiro é encontrado morto com sinais de tortura no DF

Enfermeiro é encontrado morto com sinais de tortura no DF

Corpo de André Sinhá, de 25 anos, foi encontrado dentro do apartamento onde ele vivia, em Ceilândia

  • Brasília | Pedro Canguçu, da Record TV, e Hellen Leite, do R7

André Sinhá foi encontrado morto dentro do apartamento em que vivia

André Sinhá foi encontrado morto dentro do apartamento em que vivia

Redes sociais/Reprodução

Um enfermeiro de 25 anos foi encontrado morto e com sinais de tortura dentro do apartamento onde vivia, na QNN 7 de Ceilândia. O corpo de André Sinhá foi localizado na tarde desta segunda-feira (4) pela proprietária do imóvel, que conseguiu abrir a porta com uma chave de reserva.

Ao entrar no local, ela se deparou com o apartamento revirado e com o corpo de André amarrado com um fio. De acordo com testemunhas, ele foi visto pela última vez na sexta-feira (1º), quando foi a dois bares, ambos próximos de onde ele morava. Após esse dia, ele não respondeu mais às mensagens dos amigos.

Leia também: Com avanço da violência, moradores pedem mais segurança

À Record TV, familiares do jovem contaram que estão abalados com a notícia do assassinato e que souberam do caso pela imprensa. André era natural de Bom Jesus, no Piauí, e não tinha parentes no DF. Ele trabalhava havia um ano e meio no Hospital Santa Marta, em Taguatinga.

O caso está sendo investigado como homicídio pela 15ª Delegacia de Polícia. O corpo do jovem foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para a perícia.

Últimas