Brasília Exame de Queiroga deu negativo antes de viagem aos EUA 

Exame de Queiroga deu negativo antes de viagem aos EUA 

Segundo o ministro substituto da Saúde, Rodrigo Cruz, a hipótese é que o vírus ainda estivesse incubado no momento do exame 

  • Brasília | Bruna Lima, do R7, em Brasília

Ministro ficará de quarentena em Nova York por 14 dias

Ministro ficará de quarentena em Nova York por 14 dias

Walterson Rosa/MS - 14.09.2021

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um teste do tipo RT-PCR antes de viajar aos Estados Unidos com a comitiva do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, o resultado deu negativo para a covid-19, como afirmou ao R7 o ministro substituto da pasta, Rodrigo Cruz. 

"Quando [Queiroga] embarcou no domingo, não estava transmitindo. Possivelmente o vírus estava incubado", disse Cruz, que ficará no comando da pasta até que o ministro retorne da quarentena de 14 dias em Nova York.

A hipótese continua sendo de que Queiroga contraiu a doença ainda no Brasil, mas a carga viral só foi suficiente para ser detectada no exame dias depois, quando o ministro refez o exame para voltar para casa. 

"Estamos realizando o teste RT-PCR no ministério mais por desencargo do que por exigência sanitária", afirmou Cruz, acreditando que, na semana anterior, Queiroga ainda não estava transmitindo o vírus. 

A orientação é de que todos os que tiveram contato próximo com o ministro realizem o teste e fiquem isolados até que o resultado seja liberado. "Não tive contato com a comitiva e, por isso, estou trabalhando normalmente, com máscara, nas dependências do ministério", completou o ministro-substituto, que também se submeteu ao teste. 

Segundo Cruz, Queiroga está bem e medicado, sendo assistido pela equipe da embaixada do Brasil nos EUA. Ele segue no mesmo hotel em que estava hospedado desde domingo (19). Os demais membros da comitiva presidencial já retornaram ao Brasil após apresentarem resultado negativo para a Covid-19. 

No entanto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou isolamento de 14 dias a todos os integrantes, bem como a realização de mais exames em solo brasileiro, além da desinfecção da aeronave. 

Últimas