Brasília Fábio Faria se filia ao PP, mas diz que não pretende se candidatar

Fábio Faria se filia ao PP, mas diz que não pretende se candidatar

Filiação do titular do ministério das Comunicações, que é deputado federal licenciado, ocorreu na liderança do PP na Câmara

  • Brasília | Sarah Teófilo, do R7, em Brasília

Filiação ocorreu na liderança do Partido Progressistas na Câmara dos Deputados

Filiação ocorreu na liderança do Partido Progressistas na Câmara dos Deputados

SARAH TEÓFILO/R7 - 24.03.2022

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, se filiou no início da tarde desta quinta-feira (24) ao Partido Progressistas (PP). Apesar da filiação, Faria, que é deputado federal licenciado, disse que não pretende se candidatar a nenhum cargo no Congresso Nacional neste ano. O ato ocorreu na liderança do PP na Câmara, com a presença do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, senador licenciado que era presidente do partido até assumir o ministério.

"Cheguei aqui [na Câmara] em 2007 e quem me acolheu foi o PP", afirmou Faria pouco antes de assinar a sua filiação. O ministro ainda elogiou a atuação de Ciro, que é o articulador político do Palácio do Planalto.

Filiação contou com a presença do presidente da Câmara, Arthur Lira, filiado ao PP de Alagoas

Filiação contou com a presença do presidente da Câmara, Arthur Lira, filiado ao PP de Alagoas

SARAH TEÓFILO/R7 - 24.03.2022

"Ciro é um irmão que articula como ninguém no bastidor. Pessoa que faz a política no silêncio, dialogando, com palavra, com amizade. Quando ele fala, todo mundo sabe que ele vai cumprir. Então, não precisa ter duas conversas, não precisa ficar relembrando. Meu para-choque estava quase na lataria, e ele chegou para me ajudar. Está ajudando muito o país. Ciro é um articulador, trabalhando, ajudando esse Brasil afora. Ninguém sabe 1% do que Ciro tem feito para ajudar o país", afirmou Faria.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), ressaltou acreditar que o partido crescerá durante a janela partidária (período em que deputados podem migrar de legenda sem risco de punição). "Não tenho dúvida que nós estaremos entre as três maiores bancadas da Câmara Federal. Tudo fruto do trabalho da nossa bancada", afirmou.

Lira disse que o partido permite que todos defendam as suas bandeiras com muita independência, e que essa postura, além da unidade, atrai outros políticos. "Um partido de centro-direita ou de centro-esquerda, mas um partido que tem suas bandeiras bem focadas na questão do agro, do pequeno empreendedor, das causas que são do estado democrático de direito", disse. 

Últimas