Brasília Festival vai preparar jovens para apresentar políticas públicas a deputados do DF

Festival vai preparar jovens para apresentar políticas públicas a deputados do DF

Laboratório do Favela Sounds elegerá 15 lideranças de diferentes regiões administrativas do DF para mapear problemas públicos

  • Brasília | Rossini Gomes, do R7, em Brasília

Data da audiência que vai apresentar os problemas aos deputados distritais ainda será definida

Data da audiência que vai apresentar os problemas aos deputados distritais ainda será definida

Divulgação/CLDF

Quinze jovens liderenças de periferias de diferentes regiões administrativas do Distrito Federal terão a missão de apresentar aos deputados distritais um documento com sugestões de soluções para problemas públicos que afetam a população nos mais diferentes segmentos. O grupo será selecionado pelo Festival Internacional de Cultura de Periferia (Favela Sounds) e criará a proposta em conjunto após discussões que serão feitas ao longo de três semanas. Interessados devem se inscrever no "LAB Meu Lugar é o Mundo" entre 7 e 17 de junho pela internet.

Os selecionados serão divulgados no dia 22 de junho, pelo site do festival. Os encontros serão feitos virtualmente de 27 de junho a 18 de julho (às segundas e às quartas-feiras, das 18h às 21h) e terão a participação de convidados-especialistas para aprofundar os debates em temas como tecnologia e racismo algorítmico, diversidade, educação, território e mobilidade, segurança pública e outros. O objetivo é qualificar e ampliar a presença da juventude no debate público.

"Vamos pensar em estratégias para um DF melhor e mais justo. Para isso, nosso critério de seleção será a diversidade, pois não podemos fugir disso. Tudo de forma equilibrada e pensando na diversidade, porque a experiência de cada um vai fazer a diferença na construção do documento", detalha a professora de Direitos Humanos Maíra de Deus Brito, que trabalhará com o grupo de 15 jovens.

Mobilidade também será discutida

Mobilidade também será discutida

Dênio Simões/Agência Brasília

De acordo com Guilherme Tavares, um dos criadores do festival, esta é a primeira vez que o Favela Sounds cria esse projeto no Distrito Federal. "Já fizemos outros laboratórios em áreas técnicas da criatividade, como grafite, e do empreendedorismo, mas esse, sobre participação social, é o primeiro. A motivação vem do tema da edição [Cuidado e participação: Favela Sounds é pertencimento]", afirmou.

A data da audiência que vai apresentar os problemas e as soluções aos deputados distritais na Câmara Legislativa do DF ainda será definida. "Nossa vontade é convidar todos os mandatos, de esquerda ou de direita, e que a maior quantidade de parlamentares possam comparecer", completou Guilherme Tavares.

"É importante colocar a juventude com quem propõe políticas públicas, para que essas lideranças sintam-se mais empoderadas", acrescentou, Guilherme. "Pensam que a juventude não está nem aí para a política, mas a juventude está conectada, e esse documento vai mostrar isso", complementou Maíra de Deus Brito.

Últimas