Brasília GDF abre concurso com 400 novas vagas para policial penal

GDF abre concurso com 400 novas vagas para policial penal

Edital prevê também 779 postos em cadastro de reserva; inscrições pela internet podem ser feitas entre esta quinta e 11 de abril

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Policial Penal DF

Policial Penal DF

Ascom/Seape-DF

A Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal vai selecionar 400 novos policiais penais para o Distrito Federal. O edital publicado nesta quinta-feira (10) no Diário Oficial do DF também prevê a formação de um cadastro reserva com 779 candidatos. Com isso, até 1.179 aprovados podem ser convocados.

Ao todo, serão 200 vagas para ampla concorrência. Outras 80 são destinadas a pessoas com deficiência, e há mais 80 para inscritos que se reconhecem como pessoas negras. Ainda está prevista a reserva de 40 vagas para pessoas hipossuficientes.

A remuneração bruta chega a R$ 5.445 para uma jornada de 40 horas semanais. O edital informa que os selecionados serão alocados em seis presídios do DF: Centro de Detenção Provisória, Centro de Detenção Provisória II, Penitenciária I e II do DF, Centro de Internamento e Reeducação e na Penitenciária Feminina.

Inscrição

O certame autorizado pela Secretaria de Economia será organizado pelo Instituto AOCP. As incrições serão abertas às 9h desta quinta e podem ser feitas pela página da banca na internet. O prazo termina às 23h59 de 11 de abril.

A taxa de inscrição é de R$ 175. Pedidos de isenção do pagamento podem ser feitos até 15 março. O edital indica que podem solicitar o benefício candidatos inscritos em programas de transferência de renda; doadores de sangue; servidores da Justiça Eleitoral; voluntários de Proteção da Infância e da Juventude. Doadores de medula óssea podem pedir abatimento de 50% na taxa.

Provas

As provas estão marcadas para 12 de junho. A primeira etapa da seleção consiste em uma avaliação objetiva. Serão 150 itens sobre língua portuguesa, informática, história, geografia do DF, raciocínio lógico, direitos humanos, direito administrativo, direito constitucional e direito penal. Os classificados farão teste de aptidão física, prova psicológica, passam por uma sindicância de vida pregressa e por curso de formação. Cada fase é eliminatória.

Últimas