Brasília Governo do DF divulga lista de sorteados do Nota Legal; veja a lista

Governo do DF divulga lista de sorteados do Nota Legal; veja a lista

Prêmio de R$ 500 mil foi para um consumidor de Águas Claras que gastou cerca de R$ 116 em um supermercado

  • Brasília | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

Site do programa Nota Legal com as notas fiscais

Site do programa Nota Legal com as notas fiscais

Joel Rodrigues/Agência Brasília

Foi divulgada pela Secretaria de Economia do Distrito Federal a lista com os sorteados no Programa Nota Legal 2022. Ao todo, R$ 3 milhões em prêmios foram sorteados. O maior, de R$ 500 mil, foi para um consumidor de Águas Claras que gastou R$ 116,78 em um supermercado. As 100 maiores premiações vão de R$ 1 mil a R$ 500 mil. Veja AQUI a lista dos ganhadores.

Criado em 2008 para incentivar a emissão de notas fiscais, o programa Nota Legal concede créditos para abater nos valores de IPVA e IPTU, além de pagar créditos em dinheiro por depósito bancário. 

O período de resgate dos créditos em dinheiro do Nota Legal começou na terça- feira (5) e vai até 31 de julho. A indicação dos dados bancários para receber o depósito em conta deve ser realizada neste período pelo portal do programa.

Segundo a Secretaria de Economia, um e-mail foi enviado ao endereço cadastrado pelo cidadão no portal do programa, informando sobre o prêmio e prestando orientações para regatá-lo.

Ganhadores do Nota Legal de 2021 ainda não resgataram prêmio

Um ganhador de R$ 100 mil e outro de R$ 50 mil ainda não passaram os dados bancários para receber a premiação, referente ao sorteio do Nota Legal realizado em 24 de dezembro de 2021. Os ganhadores podem perder os prêmios, se não indicarem os dados até a próxima quarta-feira, dia 22 de junho.

Os participantes que preferiram usar os créditos do Nota Legal para abatimento no IPTU e IPVA tiveram até 31 de janeiro para relizar o cadastro pelo site do programa. De acordo com a Secretaria de Economia, mais de 197,1 mil indicações foram feitas. Ao todo, os descontos somaram R$ 40,3 milhões. A maioria dos contribuintes (73,4%) optou por usar os créditos para reduzir o valor do IPVA. Outros 26,6% preferiram o abatimento no IPTU.

Ao todo, 1,3 milhão de contribuintes estão cadastrados no programa. Desde o ano passado, os inadimplentes também puderam solicitar a utilização do saldo disponível para abatimento nos impostos. Mas, a Secretaria de Economia lembra que, se o bem indicado estiver com débito, a compensação será obrigatoriamente para quitar as dívidas mais antigas até as mais recentes.

Últimas