Brasília Homem é roubado e morto no DF minutos após sair do trabalho

Homem é roubado e morto no DF minutos após sair do trabalho

O crime aconteceu na noite desta sexta-feira (22) na região de Ceilândia; criminosos levaram a bicicleta e o celular da vítima

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

Crime aconteceu na QMM 18/20

Crime aconteceu na QMM 18/20

Um homem morreu baleado durante um assalto em Ceilândia, na noite desta sexta-feira (22). Luiz Carlos Alves Barbosa, 38 anos, tinha acabado de sair do trabalho. Os criminosos levaram a bicicleta e o celular da vítima. Equipes da Polícia Civil estão nas ruas tentando identificar o autor do latrocínio (roubo com morte).

O crime aconteceu em uma parada na QNN 18/20. O caso está a cargo da 23ª Delegacia de Polícia (responsável pela região). Luiz Carlos trabalhava como auxiliar de prevenção e perdas no supermercado Fort Atacadista. O estabelecimento divulgou uma nota de pesar sobre o latrocínio. A vítima trabalhava no local desde janeiro de 2021.

“Com pesar lamentamos o falecimento do colaborador e amigo Luiz Carlos Alves Barbosa, vítima de um assalto nesta sexta-feira, em Ceilândia no Distrito Federal. A empresa está oferecendo todo o suporte à família. Nossos sentimentos aos familiares e aos colegas de trabalho com quem conviveu”, afirma a nota.

Crime recorrente

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, o Distrito Federal registrou 4 roubos seguidos de morte e 26 tentativas do crime só nos três primeiros meses de 2022.

Na última quinta-feira (21), um policial militar foi vítima de uma tentativa de latrocínio também na região administrativa. O criminoso tentou levar o carro da vítima, que reagiu. Houve troca de tiros. O assaltante morreu no local e o PM levou três tiros, no maxilar, em uma das mãos e no ombro, mas está fora de perigo.

No Sudoeste, o repórter da TV Globo Brasília Gabriel Luiz, de 29 anos, foi atacado próximo ao prédio onde mora, no Sudoeste, enquanto seguia para casa após sair de um supermercado, na noite da última quinta-feira (14). Os suspeitos desferiram ao menos dez facadas na perna esquerda, no abdômen, no tórax e no pescoço da vítima, que sofreu forte hemorragia.

E em outro caso, novamente em Ceilândia, um casal de comerciantes morreu em um duplo latrocínio cometido na casa das vítimas. Um vizinho das vítimas ouviu disparos de armas de fogo por volta de 12h40 de 11 de abril, e chamou a Polícia Militar. As vítimas, Laércio José Moreira, 54 anos, e Helena Maria da Costa Moreira, 50, vendiam salgados para festas.

Os criminosos levaram o carro, um Ford Fiesta, e a TV do casal, alem de uma TV e outros pertences. Posteriormente, os assaltantes abandonaram o veículo na via que liga Ceilândia a Samambaia, próximo a um posto de combustível.

Últimas