Brasília Homem mata cachorro após atirar em 5 animais no Distrito Federal 

Homem mata cachorro após atirar em 5 animais no Distrito Federal 

Dois cães ficaram feridos e foram encaminhados para atendimento veterinário; a Polícia Civil investiga o caso 

  • Brasília | Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Cachorro morreu após ter sido baleado em estação de tratamento de esgoto, em Santa Maria

Cachorro morreu após ter sido baleado em estação de tratamento de esgoto, em Santa Maria

Divulgação/WhatsApp

Um cachorro morreu após um homem ter atirado em cinco cães na região rural de Santa Maria, no Distrito Federal, na noite da última segunda-feira (3). A Polícia Civil investiga o caso, e, segundo os policiais, o suspeito trabalhava na Estação de Tratamento de Esgoto de Santa Maria. 

O homem que registou a ocorrência compareceu à Delegacia de Polícia de Santa Maria acompanhado de agentes da Polícia Militar, que realizaram as buscas pelo suspeito. Os cachorros que foram atacados são comunitários e moram na estação da Caesb (Companhia de Saneamento Ambiental do DF) entre Santa Maria e o Gama.

Cachorro baleado foi levado para atendimento em clínica veterinária

Cachorro baleado foi levado para atendimento em clínica veterinária

Reprodução/WhatsApp

Segundo informações obtidas pela Record TV, os animais, que auxiliam na segurança dos funcionários, apareceram no local após terem sido abandonados na rodovia. Dois cachorros ficaram feridos e foram levados ao veterinário. A médica veterinária Jaque Soares, que realizou o atendimento dos cachorros, informou que um deles foi atingido em vários órgãos, como fígado e pulmão, e ficou instável durante os procedimentos.

Leia também: Polícia prende suspeito de abusar de menina em carona para escola no Distrito Federal

O outro cão levou um tiro no rosto e um no tórax. Os ferimentos não foram graves, mas o animal vai ser operado para que os fragmentos sejam retirados e encaminhados à Polícia Civil. 

O suspeito de atirar nos animais e sua esposa foram intimados pela polícia nesta terça-feira (4). O caso continua sendo investigado.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas