Brasília Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal cria programa de bolsas de estudo

Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal cria programa de bolsas de estudo

Bolsas de graduação e pós-graduação serão destinadas a servidores do instituto e poderão ser parciais ou integrais 

Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev-DF)

Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev-DF)

Agência Brasília / Reprodução

O Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev-DF) terá programa de incentivo à graduação e pós-graduação, com bolsas de estudo para servidores efetivos do quadro que decidirem investir na capacitação universitária. A medida foi publicada no Diário Oficial do DF (DODF) desta quarta-feira (14).

O programa faz parte do Plano de Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas do Iprev-DF e fornecerá bolsas de estudo integrais e parciais de cursos de graduação e pós-graduação nas modalidades lato sensu e stricto sensu, conforme a disponibilidade orçamentária do instituto.

O Iprev-DF reelmbolsará os servidores pela taxa de matrícula, mensalidade, anuidade, parcela ou prestação relacionadas à participação no curso. Não estão incluídos o pagamento pelo custo do processo seletivo e e possíveis multas, juros e encargos por atraso de pagamento.

Servidores efetivos que já estão cursando a faculdade também podem solicitar a bolsa de estudos a partir de agora e receber o reembolso dos próximos meses.

Para participar, além de ser servidor efetivo, é necessário estar no Iprev-DF há pelo menos um ano, não estar cedido para outro órgão ou entidade, ter autorização da chefia imediata, não estar respondendo a nenhum processo administrativo disciplinar ou penalidade disciplinar e que o curso seja relacionado à área de atuação no Instituto.

No caso de mestrado e doutorado, o curso escolhido deve ser recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) ou ser de instituição reconhecida pelas atividades de ensino, pesquisa e de extensão, no caso de instituição estrangeira.

A quantidade de bolsas será definida anualmente pelo Iprev-DF e a escolha dos servidores seguirá uma ordem de classificação do Comitê de Desenvolvimento de Carreira.

Últimas