Brasília Justiça nega tratamento de R$ 9 milhões a criança com AME no DF

Justiça nega tratamento de R$ 9 milhões a criança com AME no DF

Família de Maria Júlia faz campanha de arrecadação para tratamento de atrofia muscular espinhal

  • Brasília | Giovana Cardoso*, do R7, em Brasília

O Zolgensma é o remédio indicado para o tratamento do AME.

O Zolgensma é o remédio indicado para o tratamento do AME.

Divulgação

A Justiça do Distrito Federal negou o pedido da família de Maria Júlia Araújo, de dois anos, para que o governo custeasse um medicamento de R$ 9 milhões indicado para o tratamento de atrofia muscular espinhal (AME). A criança foi diagnosticada com a doença aos sete meses, e os pais promovem uma campanha para arrecadação do dinheiro enquanto esperam por um nova decisão.

Com a mobilização feita nas redes sociais, a família já recebeu mais de R$ 40 mil. Porém, a quantia ainda não é o suficiente para a compra do chamado "remédio mais caro do mundo". A mãe da criança, Jerusa Araújo, falou sobre a importância da campanha. “A gente precisa muito que tome uma proporção maior. Como pais, estamos desesperados e não sabemos mais para quem pedir”, disse.

Os responsáveis fazem um apelo emocionado, já que Maria Júlia só poderá tomar a dose até os 3 anos. Por afetar os neurônios motores, a menina tem dificuldade principalmente de andar, sentar, respirar e engolir.

Produzido pela suíça Novartis, o Zolgensma funciona como uma terapia genética, que ajuda a neutralizar os sintomas da AME.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas