Brasília Lewandowski visita Ministério da Justiça pela primeira vez e dá início a processo de transição com Dino

Lewandowski visita Ministério da Justiça pela primeira vez e dá início a processo de transição com Dino

Lula cobra o ministro aposentado do STF para que cargos da pasta sejam ocupados por mulheres; ele toma posse na próxima semana

  • Brasília | Ana Isabel Mansur, do R7, em Brasília

Dino e Lewandowski se reuniram nessa segunda (22)

Dino e Lewandowski se reuniram nessa segunda (22)

Ricardo Stuckert/PR - 11.01.2024

O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública Ricardo Lewandowski vai à sede da pasta, em Brasília, pela primeira vez, desde que foi anunciado para o cargo, nesta terça-feira (23). Lewandowski, que é ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), vai se reunir com o atual titular do ministério, Flávio Dino, que está de saída para ocupar uma cadeira no STF. O primeiro encontro oficial entre os dois para iniciar o processo de transição ocorreu na noite dessa segunda (22).

Lewandowski deve tomar posse na Justiça e Segurança Pública em 1º de fevereiro, enquanto Dino deve assumir a vaga na Suprema Corte no dia 22 do próximo mês. Os dois devem falar à imprensa depois do encontro desta terça (23).

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

A nomeação de Lewandowski para a Justiça foi oficializada no Diário Oficial da União nessa segunda-feira (22), em edição extra. O anúncio da indicação foi feito pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 11 de janeiro. O convite oficial do petista ao ministro aposentado foi feito três dias antes.

No ministério, Lewandowski terá o desafio de reverter crises na segurança pública do país. A questão das redes sociais também deve ser pauta. Ele já tem escolhido nomes para compor a equipe. 

De acordo com interlocutores, Lewandowski deve indicar o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, para assumir a Secretaria Nacional de Segurança (Senasp). O R7 apurou que Sarrubbo já aceitou o convite e está acertando detalhes como o dia da posse.

A primeira escolhida foi Ana Maria Neves, que acompanha Lewandowski desde os tempos de Supremo, e será chefe de gabinete na pasta. O advogado Manoel Carlos de Almeida Neto também deve compor a equipe, como secretário-executivo do Ministério da Justiça. Os nomes devem ser anunciados de forma conjunta.

O futuro titular da Justiça ainda procura uma mulher para assumir a Secretaria Nacional de Justiça. Lewandowski busca alguém com perfil acadêmico, cuja missão será estudar uma ampla reforma no sistema prisional brasileiro — para Lewandowski, as facções criminosas ganham força nas prisões.

Lula cobra o ministro aposentado do STF para que outros postos sejam ocupados por mulheres. Lewandowski precisa deixar os trabalhos de advogado e o cargo no conselho jurídico da Confederação Nacional da Indústria (CNI) antes de se dedicar inteiramente à transição na Justiça.

Últimas