Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Lula lamenta retirada do presidente do Peru do cargo, mas diz que foi dentro da lei

Pedro Castillo foi destituído do poder pelo Congresso após tentar golpe; Lula deseja êxito à nova presidente do país, Dina Boluarte

Brasília|Augusto Fernandes, do R7, em Brasília


Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente eleito do Brasil
Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente eleito do Brasil

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou nesta quarta-feira (7) a retirada do presidente do Peru do cargo, mas afirmou que a queda de Pedro Castillo se deu de acordo com as regras constituicionais do país. Castillo foi destituído pelo Congresso peruano após ter anunciado a dissolução do próprio parlamento, em um movimento interpretado como golpe de Estado pela oposição e por parte do governo federal.

"Acompanhei com muita preocupação os fatos que levaram à destituição constitucional do presidente do Peru, Pedro Castillo. É sempre de se lamentar que um presidente eleito democraticamente tenha esse destino, mas entendo que tudo foi encaminhado no marco constitucional", afirmou Lula num comunicado.

Vice empossada

Dina Boluarte, nova presidente do Peru
Dina Boluarte, nova presidente do Peru

Após a destituição, o Congresso peruano empossou a vice-presidente do Peru, Dina Boluarte, como a nova chefe de Estado do país. Lula desejou êxito a Boluarte e disse que "o que o Peru e a América do Sul precisam neste momento é de diálogo, tolerância e convivência democrática, para resolver os verdadeiros problemas que todos enfrentamos".

"Espero que a presidenta Dina Boluarte tenha êxito em sua tarefa de reconciliar o país e conduzi-lo no caminho do desenvolvimento e da paz social. Espero que todas as forças políticas peruanas trabalhem juntas, dentro de uma convivência democrática construtiva, a única forma capaz de trazer paz e prosperidade ao querido e fraterno povo peruano", frisou Lula.

No comunicado, o presidente eleito do Brasil destacou que, no governo dele, trabalhará "de forma incansável para reconstruir a integração regional, para o que a amizade entre o Brasil e o Peru é fundamental".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.