Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Marina Silva diz que 85% dos incêndios no Pantanal são em terras privadas

Ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima destacou que o município de Corumbá, em Mato Grosso do Sul, responde por metade dos focos

Brasília|Jéssica Gotlib, do R7, em Brasília


Durante evento, presidente sancionou PL de adaptação ao clima Ricardo Stuckert/PR - 27.06.2024

A ministra Marina Silva, do Meio Ambiente e Mudança do Clima, disse nesta quinta-feira (27) que 85% das queimadas no Pantanal ocorrem em terras privadas. Durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável, o Conselhão, ela afirmou que os focos ocorrem por ação humana. “Não temos neste momento incêndios em função de ignição natural, o período não propicia essa forma de incêndio”, disse.

Leia mais

Marina ainda declarou que as localidades que mais desmatam são as que têm mais incêndios. Ela citou como exemplo a cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Segundo a ministra, o município aumentou o desmatamento em 50,2% e corresponde por mais da metade das queimadas que ocorrem atualmente. “É uma correlação direta.”

O governo tem anunciado medidas de combate aos incêndios no Pantanal. Apesar disso, o bioma registrou recorde de focos de incêndio no primeiro semestre desde o início do monitoramento, em 1988. Entre 1º de janeiro e 23 de junho deste ano, foram detectadas 3.262 queimadas, um número 22 vezes maior que o registrado no mesmo período do ano passado (+2.134%), segundo dados do instituto. O recorde anterior era do primeiro semestre de 2020, quando foram contabilizados 2.534 focos.

Durante o evento, a ministra ressaltou a importância de se fazer gestão de riscos e não de desastres, como ocorreu recentemente no Rio Grande do Sul. “Quando fazemos a gestão do desastre, é o que acontece no Rio Grande do Sul: mais de R$ 80 bilhões em ajuda humanitária e de reconstrução. Quando fazemos a gestão do risco, o custo diminui incomparavelmente.”

Ela celebrou a sanção do PL nº 4129/2021, que estabelece diretrizes para a elaboração de planos de adaptação à mudança do clima, de autoria da deputada Tabata Amaral.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.