Brasília Motoristas e faxineiros estão entre os profissionais que mais morrem

Motoristas e faxineiros estão entre os profissionais que mais morrem

Nº de desligamentos por morte cresceu 52% em 2021, e mais entre os que precisam fazer trabalho presencial, segundo ministério

  • Brasília | Priscila Mendes, do R7, em Brasília

Profissionais da limpeza tiveram contato direto com o público durante a pandemia

Profissionais da limpeza tiveram contato direto com o público durante a pandemia

Anton/Unsplash

Motoristas de caminhão, faxineiros, vendedores de loja e porteiros de prédio estão entre os trabalhadores formais que mais morreram em 2021. De acordo com levantamento do Ministério do Trabalho e Previdência, o número de desligamentos por morte cresceu 52% no ano passado, principalmente por conta da pandemia

Em comum entre esses profissionais que ocupam os primeiros lugares da lista de desligamentos — motoristas de caminhão (5.960 vítimas), faxineiros (4.697), vendedores de comércio varejista (3.370) e porteiros de edifício (3.185) — está a necessidade de trabalho presencial. 

Cenário bem diferente do encontrado entre as ocupações que adotaram o home office durante a pandemia. O levantamento revela, por exemplo, que nenhum diretor de marketing, psicólogo ou corretor de seguros teve o contrato encerrado por morte. 

O dados mostram ainda que os picos desses desligamentos ocorreram, principalmente, no auge da pandemia, nos meses de março (12.458), abril (13.490), maio (12.187) e junho (12.324).

O mês com menos mortes registradas foi novembro, quando 5.239 contratos foram encerrados. Foi exatamente nesse período que 73,1% da população acima de 12 anos ficou totalmente imunizada contra a Covid-19. 

Confira as dez ocupações que mais registraram mortes em 2021:

1 - Motorista de caminhão (5.960)

2 - Faxineiro (4.697)

3 - Vendedor de comércio varejista (3.370)

4 - Porteiro de edifício (3.185)

5 - Auxiliar de escritório (2.765)

6 - Alimentador de linha de produção (2.637)

7 - Vigilante (2.447)

8 - Assistente administrativo (2.269)

9 - Servente de obras (1.750)

10 - Motorista de ônibus urbano (1.458) 

Fonte: Ministério do Trabalho e Previdência 

Últimas