Rússia x Ucrânia

Brasília Não é aceitável hesitar no pedido de cessar-fogo, diz Kátia Abreu

Não é aceitável hesitar no pedido de cessar-fogo, diz Kátia Abreu

Senadora, que preside Comissão de Relações Exteriores, pede 'mais empenho nos esforços diplomáticos' do governo brasileiro

  • Brasília | Alan Rios, do R7, em Brasília

Senadora Kátia Abreu (PP-TO)

Senadora Kátia Abreu (PP-TO)

Edilson Rodrigues/Agência Senado - 18.05.2021

A senadora Kátia Abreu (PP-TO) emitiu nota, nesta terça-feira (1º), afirmando não ser "nem minimamente aceitável" hesitar no pedido de cessar-fogo da Rússia contra a Ucrânia. A parlamentar, que preside a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, fez um levantamento dos reflexos do conflito, com críticas às ações diplomáticas do país.

"Não é nem minimamente aceitável que o chefe do governo do Brasil hesite no pedido de cessar-fogo. [...] É profundamente lamentável que as pessoas tenham de lidar com o desrespeito humanitário, as ameaças à economia e a insegurança, males produzidos pela guerra", disse, em nota.

Segundo Kátia Abreu, o governo brasileiro deve ter "mais empenho nos esforços diplomáticos pelo fim do conflito". Ela ressalta ainda que "as sanções impostas à Rússia terão inevitavelmente impacto considerável sobre a economia global e também sobre o Brasil".

A presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado avaliou que os efeitos dos conflitos militares podem incidir no câmbio, nos combustíveis, nos alimentos e em toda a cadeia do agronegócio brasileiro, além de gerar impactos imediatos no mercado internacional de petróleo e gás, "o que deve pressionar o preço dos alimentos".

A comissão levantou que o Brasil compra no mercado externo cerca de 85% a 90% do que utiliza no campo e que, em 2021, Rússia e Belarus exportaram 11,7 milhões de toneladas de fertilizantes para os brasileiros, o equivalente a 28% do que o país importou durante o período. A nota finaliza ressaltando que "os russos são responsáveis por 15% das exportações globais de fertilizantes nitrogenados e 17% das de potássio".

Últimas