Brasília Neoenergia é acionada para regularizar luz da via de acesso para Esplanada após furto de fios 

Neoenergia é acionada para regularizar luz da via de acesso para Esplanada após furto de fios 

A pista, próxima do Palácio do Jaburu e do Palácio da Alvorada, ficou sem energia desde quarta-feira, quando o crime ocorreu 

  • Brasília | Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Esplanada sem energia na última quarta-feira (20)

Esplanada sem energia na última quarta-feira (20)

Samuca Melo/Reprodução

A equipe da Neoenergia foi em uma das vias que dá acesso para a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã desta sexta-feira (22), nas proximidades do Palácio do Jaburu, para continuar regularizando a energia do local após um furto de fios de energia. O local está sem luz desde a última quarta-feira (20), quando ocorreu o crime.

Segundo a Neoenergia, por ser uma área de iluminação pública, as demandas de furtos ou questões, como lâmpadas apagadas, são atendidas primeiramente pela CEB Ipes, empresa responsável pela iluminação pública do DF. Devido ao furto de transformadores, a Neoenergia foi acionada para realizar a reposição do equipamento e até a última atualização da reportagem, a situação ainda não estava regularizada. 

As imagens obtidas pelo R7 mostram a área de segurança da casa do Vice-Presidente na escuridão e o transformador destruído. Veja o vídeo abaixo:

A reposição do equipamento roubado teve início na tarde da última quinta-feira (21), permanecendo até a manhã desta sexta-feira (22). Segundo a Polícia Militar, não há registros de ocorrência sobre os furtos. Em nota, a Polícia Civil informou que "não temos registro de ocorrência policial informando a prática de furto de cabos de transmissão na região".

Casos recorrentes

Os furtos de cabos de energia geraram cerca de R$ 5,3 milhões em prejuízo financeiro durante os últimos dois anos no Distrito Federal. O balanço é da Companhia Energética de Brasília e da Neoenergia. As empresas informam que, apenas em 2021, foram registrados 621 casos no DF. Nesse período, 290 pessoas foram presas. A intenção final dos furtos de cabos de cobre é vender o metal.

Além da Esplanada dos Ministérios, outros pontos importantes de Brasília já foram furtados como a Ponte JK. Os cabos de energia foram cortados e furtados. O crime deixou metade da ponte no escuro e a recuperação do equipamento levou cerca de um mês.

Em fevereiro deste ano, a Polícia Militar prendeu um homem duas vezes, em menos de 24h, por furtar cabos de energia. O suspeito havia sido detido na noite do dia 8 de fevereiro, mas acabou sendo liberado após audiência de custódia na manhã seguinte. Horas depois, na noite do dia 9, ele voltou a cometer o mesmo crime e foi detido novamente. 

Orientações e denúncias.

Em caso de falta de energia, é necessário abrir uma ocorrência junto a CEB Ipes pelo telefone 155 ou pelo aplicativo Ilumina DF. Após o registro, a empresa vai ao local para iniciar a manutenção e religar a energia local.

Segundo a Polícia Militar, as denúncias de furtos de cabos de energia e outras atividades suspeitas, como reparos não solicitados nas redes subterrâneas ou pessoas uniformizadas sem credencial das empresas que fornecem energia no DF, devem ser feitas pelo telefone 190.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas