Brasília Novas entregas do Cartão Prato Cheio beneficiam quase 40 mil famílias

Novas entregas do Cartão Prato Cheio beneficiam quase 40 mil famílias

O crédito de R$250 dará suporte para pessoas em insegurança alimentar e nutricional do Distrito Federal pelos próximos seis meses

  • Brasília | Thais Rodrigues, do R7, em Brasília

Thaís Cristina Dias da Silva, beneficiária do Prato Cheio, e uma de suas filhas

Thaís Cristina Dias da Silva, beneficiária do Prato Cheio, e uma de suas filhas

Arquivo Pessoal

O Cartão Prato Cheio vai atender mais 37.788 famílias em insegurança alimentar e nutricional do Distrito Federal pelos próximos seis meses. O crédito de R$250 foi liberado nesta sexta-feira (1).  O cartão não está habilitado para a função saque, e só pode ser utilizado nos comércios de produtos alimentícios.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), está prevista a distribuição de novos cartões para o dia 18 de outubro. Nessa nova leva serão 29.346 beneficiários contemplados, mais de 8 mil deles estão retornando ao programa.

Criado no início da pandemia da covid-19, o benefício substitui a entrega de cestas básicas, que passaram a ser oferecidas apenas em caráter emergencial. Para recebê-lo, as famílias devem atender aos critérios de avaliação em um dos Centros de Atendimentos de Assistência Social (Cras). Quem já foi beneficiado anteriormente, e ainda estiver em situação de vulnerabilidade, pode refazer o cadastro e passar por nova avaliação.

Têm direito ao cartão, as pessoas com renda familiar igual ou inferior a meio salário mínimo por pessoa, inscritas no Cadastro Único ou no Sistema Integrado de Desenvolvimento da Sedes. A prioridade é para as famílias chefiadas por mulheres com crianças de até 6 anos, com pessoas com deficiência ou idosas e pessoas em situação de rua acompanhadas pela assistência social.

Últimas