Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Operação apreende 2 mil cigarros eletrônicos em tabacarias no DF

Ação ocorreu em duas lojas do Sudoeste; venda dos produtos é proibida no Brasil e considerada crime de contrabando desde 2009

Brasília|Giovana Cardoso, do R7, em Brasília

Fiscalização do Procon em uma das lojas alvo da operação
Fiscalização do Procon em uma das lojas alvo da operação Fiscalização do Procon em uma das lojas alvo da operação

Uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal e do Instituto de Defesa do Consumidor do DF (Procon-DF) apreendeu cerca de 2 mil cigarros eletrônicos e similares, além de mil essências em duas tabacarias do Sudoeste, área nobre do DF. Os responsáveis pelos estabelecimentos poderão ser multados entre R$ 600 a R$ 9 milhões, como previsto no Código de Defesa do Consumidor.

A venda dos produtos é proibida no Brasil e considerada crime de contrabando. Em 2009, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a comercialização, a importação e a propaganda de cigarros eletrônicos no país. Em julho deste ano, a agência manteve a decisão.

Leia também

Apesar da proibição, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) informou que o comércio de cigarros eletrônicos continua com um aumento significativo do consumo pelo público jovem.

Cigarros eletrônicos no Brasil

Em setembro deste ano, a Senacon determinou que 32 empresas suspendessem a venda de cigarros eletrônicos no país. Na época, caso a medida não fosse cumprida em até 48h, as companhias poderiam receber uma multa diária de R$ 5 mil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.