Brasília Passaporte da vacina passa a ser obrigatório em eventos no DF

Passaporte da vacina passa a ser obrigatório em eventos no DF

Decreto também acaba com a obrigatoriedade do limite de 50% da capacidade de público em cinemas e eventos

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Comprovante de vacina passa a ser obrigatório para ingresso em eventos, shows e festivais

Comprovante de vacina passa a ser obrigatório para ingresso em eventos, shows e festivais

Reprodução/Flickr

A carteira de vacinação com o esquema de imunização completo passa a ser item obrigatório para quem quer frequentar competições esportivas, shows e festivais no Distrito Federal. A medida foi publicada no Diário Oficial do DF desta quarta-feira (24).

Até o momento, para ingressar nesses ambientes, era necessário apresentar apenas o teste RT-PCR negativo para o coronavírus.

As regras gerais continuam valendo, como uso de máscara em ambientes fechados; utilização de álcool gel; higienização de ambientes; e distanciamento social – esse último, agora, reduzido de dois metros para um metro.

Entre as alterações, cai a obrigatoriedade de limite de 50% da capacidade de público em cinemas, teatros, circos, competições esportivas, casas de festas, eventos cívicos, corporativos e/ou gastronômicos, feiras, exposições, shows e festivais. Cada estabelecimento deverá limitar a capacidade, desde que respeitado o distanciamento de um metro.

Estabelecimentos podem definir a capacidade de pessoas, desde que o distanciamento social seja respeitado

Estabelecimentos podem definir a capacidade de pessoas, desde que o distanciamento social seja respeitado

Foto: Tomaz Silva Agência Brasil

A partir do novo decreto, as pistas de dança também estão liberadas, assim como uso de guardanapos de tecido e disposição de itens de uso coletivo, como cafezinho e itens de degustação.

Em caso de eventos pagos, mesmo que realizados em casas de festas, eles devem seguir os mesmos protocolos de shows. A venda de ingressos poderá ser feita presencialmente e não mais exclusivamente on-line. Também não há mais necessidade de demarcar a organização das filas.

Últimas