Brasília PF apura fraude em compra de medicamentos de alto custo

PF apura fraude em compra de medicamentos de alto custo

Farmacêutica induzia médicos a prescrever seus produtos. PF e CGU investigam se há dirigentes da Anvisa envolvidos no esquema

  • Brasília | Lucas Nanini, do R7, em Brasília

Sede da PF em Brasília

Sede da PF em Brasília

Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira (30) uma operação contra fraudes na entrega de medicamentos de alto custo. Os produtos eram comprados com dinheiro público, após decisão judicial, para pessoas com doenças raras. Ao todo, a corporação cumpre oito mandados de busca no Distrito Federal e em São Paulo, expedidos pela 12ª Vara Federal Criminal de Brasília.

As investigações contam com o apoio da CGU (Controladoria-Geral da União). A operação apura se há dirigentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) envolvidos no esquema de fraude.

Segundo a PF, entre 2015 e 2018 as ações judiciais eram patrocinadas por uma empresa farmacêutica que usava uma associação de pacientes para induzir médicos a prescrever seus produtos.

A investigação apura também a existência de pacientes que não tinham indicação médica para utilizar os medicamentos. A PF não divulgou o nome da empresa.

A corporação informou que os envolvidos responderão por corrupção ativa, corrupção passiva e violação de sigilo funcional. Se condenados, eles poderão pegar penas entre 12 e 18 anos de prisão.

Últimas