Brasília Polícia Civil e Bombeiros encerram buscas por desaparecidas no DF

Polícia Civil e Bombeiros encerram buscas por desaparecidas no DF

Polícia decidiu encerrar as buscas para focar na investigação do desaparecimento. Mãe e filha estão sumidas há oito dias

  • Brasília | Pedro Canguçu, da Record TV, e Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Bombeiros ainda procuram por Tauane Rebeca (esquerda) e Shirlene Ferreira (direita)

Bombeiros ainda procuram por Tauane Rebeca (esquerda) e Shirlene Ferreira (direita)

Redes sociais/Reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal e o Corpo de Bombeiros decidiram, nesta quinta-feira (16), encerrar as buscas pela mãe e filha desaparecidas há 8 dias. As duas sumiram após um mergulho em córrego no Sol Nascente. Agora, os investigadores devem se concentrar na apuração do caso, a partir da análise de imagens do local, para descobrir o que aconteceu na quinta-feira passada, data do desaparecimento.

Desde essa quarta (15), a PCDF trabalha com a hipótese de que Shirlene Ferreira da Silva, de 38 anos, e Tauane Rebeca da Silva, de 14, tenham fugido para o Piauí. Isso porque, em depoimento, uma parente das duas afirmou que a prima queria deixar a cidade. Além disso, a corporação informou que, depois da varredura no local do desaparecimento, "infere-se que não houve afogamento em córrego".

Os bombeiros informaram que não encontraram qualquer indício das duas em sete dias de busca. "As buscas foram feitas com aproximadamente 6 km de distância seguindo o leito do rio e suas adjacências, escaneando em diferentes pontos de interesse, totalizando cerca de 332.000 m²". Com isso, afirmaram que se houver novas informações e necessidade, retomarão o trabalho. 

O caso

A mulher, que está grávida de 4 meses, e a filha dela, saíram da chácara onde moram, no Sol Nascente, para um mergulho em um córrego próximo, na tarde da quinta-feira passada, e não voltaram mais. Por isso, o marido acionou o socorro, e as buscas começaram.

Desde então, os bombeiros realizaram varreduras por terra, na orla ao longo do corpo d'água, com ajuda de cães farejadores e drones. Mergulhadores também procuraram por elas dentro da água. 

Últimas