Brasília Polícia investiga cirurgiã plástica por negligência

Polícia investiga cirurgiã plástica por negligência

Três mulheres que fizeram cirurgias com a médica relataram que tiveram partes do corpo deformadas ou necrosadas

  • Brasília | Narla Aguiar, da Record TV, em Brasília

Pacientes relatam que ficaram com deformações nos seios

Pacientes relatam que ficaram com deformações nos seios

reprodução / Record TV

A polícia está investigando uma cirurgiã plástica por negligência em cirurgias plásticas. A médica atua em uma clínica particular localizada no Lago Sul. O CRM (Conselho Regional de Medicina) já recebeu denúncias do Ministério Público — que também está investigando o caso — contra a médica Milena Carvalho. Três mulheres que fizeram cirurgias plásticas com a Dra Milena relataram que tiveram partes de seus corpos deformadas ou necrosadas.

Uma das vítimas contou que procurou a cirurgiã no ano passado e pagou cerca de R$ 13 mil para implantar próteses de silicone nos seios. A ex-paciente da Dra Milena afirma que a médica não prestou o acompanhamento adequado durante o pós-operatório. Segundo a paciente, durante o pós-operatório, ela percebeu uma necrose e relatou o fato à médica que teria dito que era normal.  Pouco tempo depois a paciente acabou perdendo parte do seio direito e também a aréola.

A médica afirma não ter negligenciado ninguém. Em nota enviada à Record TV, a Dra Milena afirmou que repudia as acusações de não ter prestado apoio às pacientes durante o pós-operatório. Ainda de acordo com a cirurgiã, as ex-pacientes teriam tentado fazer um acordo financeiro ao qual ela não aceitou por não ter feito nada de errado. A cirurgiã disse ainda que está abalada pelas acusações e que está grávida de quatro meses em uma gestação de risco.

De acordo com o advogado Jadson Carvalho, que representa as três vítimas, todas as providências cabíveis já estão sendo tomadas, tanto na esfera cível como na penal. "Os boletins de ocorrência já foram registrados na delegacia competente. Estamos endereçando ações para discutir os danos morais, materiais e estéticos." 

Últimas