Brasília Polícia prende homens suspeitos de roubar e agredir motoristas de app 

Polícia prende homens suspeitos de roubar e agredir motoristas de app 

Homem e adolescente agiam com violência. Além de roubar, eles agrediam e torturavam psicologicamente as vítimas

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Digite a legenda da foto aqui

Digite a legenda da foto aqui

Paul Hanaoka/Unsplash

Um homem, de 23 anos, foi preso e um adolescente, de 16, apreendido, na sexta-feira (26), suspeitos de roubar, agredir e torturar motoristas de aplicativos na região de Ceilândia. O caso foi investigado pela 24ª Delegacia de Polícia (Setor O).

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal, os autores pediam uma corrida no aplicativo e anunciavam o assalto durante a viagem. “As vítimas eram amarradas, ameaçadas, agredidas e torturadas psicologicamente”, diz a PCDF. 

A última vítima, um homem de 31 anos, recebeu um chamado para realizar a corrida e foi rendido assim que os passageiros embarcaram no veículo. O motorista foi constantemente agredido fisicamente e ameaçado de morte pelos autores. Ele também foi obrigado a desbloquear o celular e fazer transferências via PIX aos criminosos.

Durante o assalto, aproveitando-se de um momento de distração dos criminosos, a vítima conseguiu escapar e chamou a polícia. Os policiais civis entraram em contato com familiares do motorista para avisar sobre a possibilidade de os criminosos, de posse do telefone, que havia sido desbloqueado, entrarem em contato exigindo dinheiro, enquanto outra equipe saiu em investigação, com base nas informações relatadas pela vítima, em busca dos criminosos.

Na delegacia, as vítimas reconheceram o homem autor dos crimes investigados. Ele vai responder por roubo com restrição de liberdade, extorsão majorada e corrupção de menores. O adolescente apreendido foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente. A polícia também conseguiu recuperar o último carro roubado pela dupla, um Renault Logan.

Últimas