Brasília Putin presta solidariedade às vítimas de chuvas em Petrópolis

Putin presta solidariedade às vítimas de chuvas em Petrópolis

Presidente da Rússia comentou a tragédia após se reunir com Bolsonaro, em Moscou. Chuvas deixaram 44 mortos na cidade

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Putin durante encontro com Bolsonaro, nesta quarta-feira (16)

Putin durante encontro com Bolsonaro, nesta quarta-feira (16)

Alan Santos/PR

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, se solidarizou com as vítimas das chuvas em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ele se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (16), em Moscou. 

"Sei que ontem no Brasil ocorreu um incidente muito triste após fortes chuvas. Gostaria de manifestar minhas condolências ao povo brasileiro", disse o presidente russo. Bolsonaro agradeceu o gesto e pediu que "Deus conforte os familiares" das vítimas. 

De acordo com a Defesa Civil, até as 11h desta quarta-feira (16), 44 pessoas haviam morrido após o temporal que atingiu a cidade, na região serrana do Rio de Janeiro.

Em seis horas, choveu o total esperado para o mês de fevereiro. As enxurradas fecharam as ruas de acesso ao centro da cidade e causaram corte de energia em algumas regiões. A correnteza arrastou carros, invadiu lojas e mercados. Nas redes sociais, vídeos mostraram o desabamento de uma escola.

Leia também: Com 44 mortos em Petrópolis, governador diz que há muito trabalho

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro determinou "auxílio imediato" às vítimas das enchentes. O presidente telefonou para o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e para os ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Paulo Guedes (Economia) e Braga Netto (Defesa).

O ministro Rogério Marinho determinou a ida do secretário nacional de Defesa Civil ao município para acompanhar o resgate. "Estamos em contato com a prefeitura e faremos todos os esforços para socorrer as vítimas. Nossa Defesa Civil Nacional está trabalhando com as defesas civis do estado e do município", afirmou.

Últimas