Brasília Quatro deputados do PL disputarão vice-presidência da Câmara

Quatro deputados do PL disputarão vice-presidência da Câmara

Lincoln Portela tem o apoio da bancada, mas Capitão Augusto, Fernando Rodolfo e Flávia Arruda apresentarão candidaturas avulsas

  • Brasília | Augusto Fernandes, do R7, em Brasília

O deputado federal Lincoln Portela

O deputado federal Lincoln Portela

Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados - 18.5.2022

Quatro deputados do PL devem disputar a eleição para a Primeira Vice-Presidência da Câmara, que acontece nesta quarta-feira (24). Lincoln Portela (MG), que tem o apoio da bancada, vai concorrer com Capitão Augusto (SP), Fernando Rodolfo (PE) e Flávia Arruda (DF), que lançarão candidaturas avulsas.

Portela foi escolhido como o candidato oficial do partido nesta terça-feira (24), em uma votação entre os integrantes da bancada na Câmara. Ele disputava a posição com o Major Vítor Hugo (GO). Portela recebeu 21 votos, enquanto o correligionário dele teve 19.

"Encaro essa eleição com muita naturalidade. Estou na casa há 24 anos. Já fui presidente da Comissão de Legislação Participativa, já fui líder do PL por 2 anos e 3 meses. Tenho um bom contato com colegas tanto da direita, quanto da esquerda. Espero uma eleição democrática. Vamos deixar o princípio da naturalidade acontecer", declarou Portela ao R7.

A Primeira Vice-Presidência da Câmara ficou vago após o presidente Arthur Lira (PP-AL) destituir Marcelo Ramos (PSD-AM). Na segunda-feira (23), Lira publicou um ato no Diário Oficial da Casa oficializando a saída do colega e convocando uma nova eleição para a escolha de um substituto.

Ramos saiu do cargo por ter se desfiliado do PL, partido pelo qual foi eleito para a Primeira Vice-Presidência. Ele até tinha conseguido uma liminar do ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para permanecer na função, mas o magistrado revogou a própria decisão, dando aval para que Ramos fosse destituído.

As deputadas Marília Arraes (Solidariedade-PE) e Rose Modesto (União Brasil-MS), que ocupavam, respectivamente, a Segunda Secretaria e a Terceira Secretaria da Casa, também foram retiradas das funções. Elas trocaram de partido durante a janela partidária — Marília era do PT e, Rose, do PSDB. 

Os deputados que quiserem disputar os cargos que ficaram vagos terão de apresentar as candidaturas até as 19h desta terça. Para a Segunda Secretaria, só poderão concorrer parlamentares do PT. Para a 3ª Secretaria, apenas deputados do PSDB.

Últimas