Brasília TSE manda PSOL devolver quase R$ 900 mil aos cofres públicos

TSE manda PSOL devolver quase R$ 900 mil aos cofres públicos

Ministros aprovaram com ressalvas as contas de 2018 do Diretório Nacional do partido

  • Brasília | Gabriela Coelho, do R7, em Brasília

TSE aprovou contas do partido com ressalvas

TSE aprovou contas do partido com ressalvas

José Cruz/Arquivo/Agência Brasil - Arquivo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou ao Diretório Nacional do PSOL que devolva R$ 891.598,93 aos cofres públicos. Os ministros aprovaram com ressalvas as contas de 2018 do partido. A corte entendeu que houve irregularidades no uso de recursos do Fundo Partidário. O montante a ser restituído deverá ocorrer com recursos próprios da agremiação. O R7 entrou em contato com a legenda, que ainda não se manifestou.

As ressalvas feitas pelo TSE eram de despesas referentes à contratação de serviço de segurança para atuar contra a violência de gênero nas campanhas eleitorais, além de multas por remarcação ou cancelamento de passagens aéreas e diárias.

Prevaleceu o entendimento do ministro Floriano de Azevedo Marques. Para ele, os candidatos e os partidos políticos devem prestar contas à Justiça Eleitoral de toda a movimentação de campanha, no prazo e de acordo com a norma eleitoral que regulamenta a prestação de contas.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Últimas