Transição de Governo

Brasília Veja detalhes de como será a cerimônia de posse de Lula

Veja detalhes de como será a cerimônia de posse de Lula

Presidente eleito terá agendas no Congresso Nacional, no Palácio do Planalto e no Itamaraty

  • Brasília | Renata Varandas, da RecordTV, e do R7, em Brasília

Palácio do Itamaraty, na Esplanada dos Ministérios

Palácio do Itamaraty, na Esplanada dos Ministérios

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Desfile a céu aberto e festa com líderes estrangeiros. Essa é a expectativa do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para a posse, em 1º de janeiro de 2023. A cerimônia terá três momentos diferentes — no Congresso Nacional, no Palácio do Planalto e no Palácio do Itamaraty —, e começará no início da tarde.

A expectativa, segundo fontes da RecordTV, é que a posse só comece por volta de 14h, para garantir tempo hábil para que chefes de Estado de diferentes países cheguem ao Brasil após a virada do ano.

Lula sairá do hotel em um carro fechado até a Esplanada dos Ministérios. Lá, trocará de carro e desfilará a céu aberto no Rolls Royce, ao lado da primeira-dama, Rosângela da Silva, conhecida como Janja, até a chapelaria do Congresso Nacional.

No Congresso, o rito de posse prevê discurso, juramento à Constituição Federal, cumprimentos, descida da rampa e tiros de canhão. Depois desse momento, Lula voltará ao Rolls Royce e se dirigirá ao Palácio do Planalto.

Na sede do Executivo, o rito previsto é a subida da rampa e a entrega da faixa presidencial do atual presidente para o próximo. No entanto, ainda não há confirmação se Jair Bolsonaro (PL) e o vice-presidente, Hamilton Mourão (Republicanos), participarão da cerimônia.

Depois do Planalto, Lula segue para o Palácio do Itamaraty para um coquetel com chefes de Estado e delegações estrangeiras.

Na Esplanada dos Ministérios, representantes da transição planejam montar pelo menos dois palcos para a apresentação de artistas. A expectativa é que pessoas de diversos locais do Brasil venham acompanhar a posse do petista. A presença de Lula em um desses palcos, próximo ao público, ainda não foi confirmada.

A organização da posse foi delegada à primeira-dama, Janja, mas ainda não foram confirmadas reuniões oficiais da coordenação do evento.

Procurada pelo R7, a Secretaria de Segurança Pública do DF informou que o plano de segurança pública para o dia da posse presidencial está em fase de elaboração e terá a participação de instituições locais e federais, e, assim que for concluído, será divulgado.

Últimas