Brasília Zambelli depõe na PF do Rio sobre atos antidemocráticos

Zambelli depõe na PF do Rio sobre atos antidemocráticos

Oitiva iria ocorrer na sede da PF, em Brasília, mas a deputada cumpria agenda no Rio e prestou o depoimento no estado fluminense

  • Brasília | Bruna Lima, do R7, em Brasília

Deputada cumpriu agenda no RJ ao lado do marido, Aginaldo de Oliveira

Deputada cumpriu agenda no RJ ao lado do marido, Aginaldo de Oliveira

A deputada federal  Carla Zambelli (PSL-SP) depõe, neste domingo (5/9), à Polícia Federal no Rio de Janeiro. Ela foi intimada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes para prestar esclarecimentos no âmbito do inquérito que investiga a organização de atos antidemocráticos no 7 de Setembro.

Inicialmente, a previsão era de que Zambelli prestasse o depoimento na sede da PF em Brasília, pela manhã. Mas como a deputada cumpria agenda no Rio de Janeiro, ela prestou depoimento remoto do Rio de Janeiro, acompanhada pelo advogado. Ela foi para o estado em compromisso oficial com o presidente da da Comissão do Meio Ambiente e esteve no Corpo de Bombeiros do RJ, acompanhado pelo marido, o coronel  Aginaldo de Oliveira.

A parlamentar governista reiterou que cumpriu a determinação, mesmo alegando que não teve acesso os autos do processo e nem foi previamente agendada a oitiva. Segundo ela, o artigo 221 do Código de Processo Penal garante que parlamentares possam "ser inquiridos em local, dia e hora previamente ajustados entre eles e o juiz".

No âmbito do mesmo inquérito, Moraes expediu dois mandados de prisão. Um contra o caminhoneiro Zé Trovão, que está foragido, e outro mirando o blogueiro conservador Wellington Macedo, preso ontem. Os dois são suspeitos de incentivar manifestações violentas e de promover ataques contra a democracia.

Últimas