Cidades Apresentador de TV foi agredido por não ter dinheiro vivo, diz delegado

Apresentador de TV foi agredido por não ter dinheiro vivo, diz delegado

Um dos sequestradores que mais machucou o jornalista afirmou pertencer a facção criminosa, enquanto forçava sotaque espanhol  

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV

Apresentador passa bem após agressões e múltiplas fraturas nos braços e pernas

Apresentador passa bem após agressões e múltiplas fraturas nos braços e pernas

Reprodução/Instagram

O apresentador Romano dos Anjos, sequestrado na noite da segunda-feira e encontrado nesta terça-feira (27) em Boa Vista (RR), foi agredido diversas vezes pelos sequestradores ao não fornecer dinheiro vivo para os bandidos. Um dos quatro bandidos, o mais violento, afirmou pertencer a facção criminosa. O jornalista trabalha na TV Imperial, afiliada da Record TV.

Leia mais: Jornalista de afiliada da Record TV é encontrado com vida em Roraima

"Um deles se passou com sotaque espanhol, dizendo ser do 'Sindicato", de uma facção criminosa, onde a todo momento queria saber onde estava o dinheiro (...) Como ele não tinha nehum dinheiro, eles o agrediram bastante", afirmou o Delegado Geral da Polícia Civil de Roraima, Herbert Amorim, em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (27). 

O delegado relatou também que a principal hipótese da Polícia Civil é a de que o assalto foi planejado por uma organização criminosa. No entanto, não estão descartadas motivações políticas ou relacionadas ao trabalho focado em jornalismo policial de Romano dos Anjos. 

O sequestro do apresentador começou por volta das 20h do domingo (25), na casa onde Romano estava junto com sua esposa, Nattacha Vasconcelos.

Quatro suspeitos teriam gritado, ordenando ao casal que entregasse quantias em dinheiro. Os homens também teriam perguntado sobre cofres. Quando o casal respondeu que não tinha dinheiro, afirmaram que levariam o veículo e a televisão. Nesse momento, teriam desligado as luzes da residência.

A esposa do jornalista foi amarrada e deixada no local, enquanto Romano foi levado em uma caminhonete pelos sequestradores. No veículo, as agressões pioraram, principalmente por parte do criminoso que afirmava pertencer à uma facção criminosa.

Sem obter dinheiro do apresentador, o grupo decidiu abandoná-lo, com as pernas e braços amarrados, depois que o integrante mais violento do grupo o agrediu por cerca de dois ou três minutos. 

Romano já foi transferido para Hospital Geral de Roraima, de Boa Vista, onde é acompanhado por equipe multidisciplinar. Ele foi recebido em estado estável, com múltiplas fraturas nos braços e pernas.

Últimas