Eleições 2022

Diário Digital Eleitores podem alterar título até 04 de maio, relembra servidor do TRE

Eleitores podem alterar título até 04 de maio, relembra servidor do TRE

Com o período de eleições cada vez mais próximo e o fechamento da janela de alterações até 04 de maio, parte da população campo-grandense ainda possui pendências eleitorais. É o que afirmou o servidor do Cartório Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), Leonardo Alcântara ao Noticidade Primeira Edição da Rádio […] O post Eleitores podem alterar título até 04 de maio, relembra servidor do TRE apareceu primeiro em Diário Digital.

Diário Digital

Com o período de eleições cada vez mais próximo e o fechamento da janela de alterações até 04 de maio, parte da população campo-grandense ainda possui pendências eleitorais. É o que afirmou o servidor do Cartório Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), Leonardo Alcântara ao Noticidade Primeira Edição da Rádio FM Cidade 97, nesta segunda-feira (14).

Conforme Alcântara, os eleitores possuem até 04 de maio para fazer a regularização do título de eleitor na Justiça Eleitoral. Após esse prazo, as alterações não serão permitidas. "[Depois dessa data] o eleitor não vai poder trocar local de votação, não vai poder colocar ou retirar o sobrenome de casado ou trocar de cidade que ele mudou. Enfim, qualquer movimentação no cadastro eleitoral é até 04 de maio", explica.

O servidor reforçou que o TRE-MS trabalha com opções virtuais de alterações, especialmente por conta da pandemia de Covid-19, e dispõe ao eleitor o Título Net, plataforma pela qual os interessados serão atendidos virtualmente. "Nesse site você vai poder fazer tudo. Toda revisão, toda mudança".

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
O servidor aproveitou a oportunidade para esclarecer dúvidas sobre multas. (Foto: Luciano Muta)

Leonardo explicou que a quitação de débitos também pode ser feita por meio do site e fez alerta a pessoas que estão há mais de três eleições sem votar. "Nossa base de dados também é ligada ao CPF, então você vai ter problema com ele. Vai ser impedido de fazer PIX, abrir conta bancária, concurso público, inscrição em faculdade pública,entre outras coisas", afirmou.

Mais funcionalidades estão disponíveis virtualmente, afirmou, como verificação de Certidão Eleitorais, onde o eleitor verifica se está regular ou não com a Justiça Eleitoral, Certidão de Crimes Eleitorais, para analisar a existência de crimes eleitorais no sistema da Justiça Eleitoral, e até Certidão de Filiação Partidária, que comprova se o eleitor é ou não filiado a algum partido político.

Multa - O servidor aproveitou a oportunidade para esclarecer dúvidas sobre multas. Para quem deixou de votar na última eleição e não justificou a ausência, a multa é de R$ 3,50. "Normalmente é de R$ 3,50. Mas, agora, chegando próximo ao final do prazo de alteração eleitoral, o TRE abriu portaria para quitação de débitos", explicou.

E quem não tem acesso ao meio digital? - Durante o Noticidade, Alcântara esclareceu que pessoas excluídas digitalmente, seja por idade seja por renda, serão atendidas presencialmente pelo TRE. "A Justiça se preocupa com esse grupo. Estamos fazendo no Cijus [Centro Integrado de Justiça] que fica próximo ao Camelódromo e no Parque dos Poderes atendimento presencial", afirma.

Apesar de atendimentos neste caso serem, preferencialmente, agendados no site do TRE, pessoas que procurarem o Cijus sem horário marcado serão atendidas por meio de senha. "Preferencialmente pessoas acima de 60 anos ou excluídos digitalmente, que não têm acesso a smartphones ou outros meios de internet", reforça.

O post Eleitores podem alterar título até 04 de maio, relembra servidor do TRE apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas