Diário Digital Filho de Fuad foi morto em trama arquitetada pelos Name, diz revista

Filho de Fuad foi morto em trama arquitetada pelos Name, diz revista

Filho primogênito de Fahd Jamil Georges, o Fuad, Daniel Alvarez Georges, o Danielito, teria sido assassinato em trama arquitetada pela família Name. É que informa reportagem da Revista Piauí que se diz baseada no depoimento de uma testemunha ainda inédito na imprensa. Conforme a publicação, na data de 3 de Maio de 2011, Daniel Alvarez […] O post Filho de Fuad foi morto em trama arquitetada pelos Name, diz revista apareceu primeiro em Diário Digital.

Filho primogênito de Fahd Jamil Georges, o Fuad, Daniel Alvarez Georges, o Danielito, teria sido assassinato em trama arquitetada pela família Name. É que informa reportagem da Revista Piauí que se diz baseada no depoimento de uma testemunha ainda inédito na imprensa.

Conforme a publicação, na data de 3 de Maio de 2011, Daniel Alvarez Georges foi convidado por Jamil Name Filho para uma festa regada a sexo em Campo Grande (MS).

“Mas, em vez de bebidas e mulheres, Danielito encontrou na chácara um grupo de sicários armados. Era uma emboscada armada pelos Name, segundo disse a testemunha à polícia. O filho de Fuad acabou assassinado com dezenas de tiros. O corpo foi esquartejado e, ao melhor estilo dos cartéis mexicanos nas séries da Netflix, colocado em um tambor com ácido, para derreter”, diz a reportagem.

A testemunha, segundo a revista, seria uma funcionária da família Name, que disse à Polícia Civil, no mês de Abril, ter ouvido os detalhes do homicídio diretamente de um dos pistoleiros que participaram do crime: José Moreira Freires, o Zezinho – morto em confronto com policiais no Rio Grande do Norte, em 15 de Dezembro.

Conforme a matéria, na época do crime, as famílias Name e Georges, ambas descendentes de libaneses, estavam estremecidas. O motivo eram as tentativas de Danielito em tomar dos Name os pontos de venda de jogo do bicho na Capital.

O corpo de Daniel nunca foi encontrado. Imagens de câmeras de segurança mostram que naquele 3 de Maio de 2011, ele almoçou em uma churrascaria no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande, e logo depois rumou para uma concessionária de automóveis, próxima dali.

No ano passado, a pedido do pai, a Justiça declarou formalmente a sua morte. Daniel tinha 43 anos.

O post Filho de Fuad foi morto em trama arquitetada pelos Name, diz revista apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas