Diário Digital ‘Minha filha tem medo até de quem bate palma em frente de casa’, diz a mãe de paciente estuprada no HRMS

‘Minha filha tem medo até de quem bate palma em frente de casa’, diz a mãe de paciente estuprada no HRMS

A mãe da paciente de 36 anos de idade que denunciou ter sido estuprada no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) relata estar vivendo um drama. Ao Diário Digital, ela conta que a filha está emocionalmente abalada e pensa em deixar a cidade. "Até hoje, não encontro palavras para descrever o que aconteceu. […] O post ‘Minha filha tem medo até de quem bate palma em frente de casa’, diz a mãe de paciente estuprada no HRMS apareceu primeiro em Diário Digital.

A mãe da paciente de 36 anos de idade que denunciou ter sido estuprada no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) relata estar vivendo um drama. Ao Diário Digital, ela conta que a filha está emocionalmente abalada e pensa em deixar a cidade.

"Até hoje, não encontro palavras para descrever o que aconteceu. Estamos refém do medo", declarou a mãe que tem lutado por justiça batendo às portas de entidades como a OAB-MS, por exemplo.

Conforme já noticiado, a mulher estava internada em tratamento de Covid-19 e, teria sido estuprada na madrugada do dia 4 de Fevereiro, por um enfermeiro da unidade de saúde. O caso ainda é investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam).

A mãe relembra que a filha diante da situação, conseguiu bater no rosto do rapaz e tirar a máscara, foi quando viu quem era o acusado.

"Minha filha está com medo até de quem bate palma em frente a nossa casa. Não consegue trabalhar, ela praticamente, está com medo de tudo", conta a mãe.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Caso teria ocorrido no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande (Foto: Divulgação/Arquivo)

A mãe da vítima relata que não recebeu apoio do HRMS. "Minha filha saiu do hospital com um atestado de 15 dias. Como se passasse esses dias, ela iria viver como se nada tivesse acontecido. É lamentável e vergonhoso a postura da unidade de saúde. Estou tendo apoio apenas da imprensa e da delegacia, pois, pelo hospital não teria feito nem a denúncia", discorreu.

Por fim, a mulher diz que sua família quer que elas se mudem de Estado, pois, tem medo do que possa acontecer com elas. "Eu ainda não pensei direito sobre a possibilidade, mas não quero sair da cidade até provar e ver aquele homem atrás das grades".

Na última manifestação sobre o assunto, o HR informou ter remanejado o servidor suspeito de setor. Além disso, uma sindicância interna apura o caso.

O post ‘Minha filha tem medo até de quem bate palma em frente de casa’, diz a mãe de paciente estuprada no HRMS apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas