Diário Digital Mulher se passava por motorista de aplicativo para dar golpes nos “clientes”

Mulher se passava por motorista de aplicativo para dar golpes nos “clientes”

A Polícia Civil localizou e prendeu Giovana Rodrigues Nakasato, de 34 anos, descrita pelas vítimas como “loira e alta” que vinha aplicando golpes ao se passar por motorista de aplicativo e oferecer “corridas”, na região central da cidade. Um casal de idosos perdeu R$1,2 mil ao passar cartão de débito para pagar corrida de R$ […] O post Mulher se passava por motorista de aplicativo para dar golpes nos “clientes” apareceu primeiro em Diário Digital.

A Polícia Civil localizou e prendeu Giovana Rodrigues Nakasato, de 34 anos, descrita pelas vítimas como “loira e alta” que vinha aplicando golpes ao se passar por motorista de aplicativo e oferecer “corridas”, na região central da cidade. Um casal de idosos perdeu R$1,2 mil ao passar cartão de débito para pagar corrida de R$ 8,00.

O caso chamou atenção das autoridades depois que duas vítimas procuram a Depac (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento) do Centro, nesta semana, para denunciar o mesmo golpe aplicado por uma mulher que abordava as pessoas na rua.

Giovana foi presa na casa dela, nesta quarta-feira (16), depois que uma das vítimas, o idoso, desconfiou e, por precaução, anotou a placa do veículo Sandero, de cor prata, usado pela motorista.  Ao perceber o golpe, as informações foram repassadas a polícia.

 Na delegacia, Giovana alegou estar arrependida e, inclusive, sacou o valor de R$ 1,4 mil para devolver as vítimas. A mulher contou que trabalhava como motorista de aplicativo há 2 anos e 6 meses e tinha o costume de oferecer seus serviços de motorista a parte, abordando clientes que estavam à espera de uma corrida.

Ela passou por audiência de custódia pelo crime de estelionatário, na manhã de hoje (17), e foi liberada pela justiça.  A Polícia Civil segue investigando a estelionatária e acredita que haja mais vítimas. O veículo usado por Gionava foi apreendido e pertence a uma locadora.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Veículo usado por Gionava era este Sandero, prata, alugado (Foto:Divulgação)

Os golpes - Na terça-feira (15), uma mulher de 49 anos foi até a Depac Centro e disse que havia perdido R$200,00 ao pagar uma corrida de aplicativo. A vítima relatou que estava aguardando o Uber, quando foi abordada por uma mulher alta e loira, de vestido longo, veículo de cor prata e ela se ofereceu para fazer a corrida.

A suspeita pegou o celular da vítima e cancelou a corrida do aplicativo Uber para que a mulher fosse com ela.  O embarque foi na Rua Quatorze de Julho, com destino ao Bairro Monte Castelo. Ao finalizar a corrida, a motorista informou que havia dado R$ 8,03. Mas, ao passar o cartão de débito da vítima, foi debitado o valor de R$ 200,00.

Quando a vítima percebeu o golpe, ela já estava em casa e recebeu mensagem do banco no celular informando o valor debitado.

No dia seguinte, nesta quarta-feira (16), uma idosa de 71 anos estava com seu esposo na Rua Quinze de Novembro, quando foram abordados por uma mulher da mesma forma. O casal aceitou a corrida e, ao desembarcar no endereço, as vítimas acreditavam que estavam pagando o valor de 8,00 reais, porém foi debitado R$ 1.200,00. Por sorte, o marido da idosa conseguiu tirar foto da placa do carro e, ao descobrir o golpe, denunciou a polícia.

O post Mulher se passava por motorista de aplicativo para dar golpes nos “clientes” apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas