Em Manaus, índios de 20 etnias participam de jogos interculturais na zona rural

Jogos Interculturais Indígenas está na 7ª edição e reúne 16 comunidades de Manaus 

Jogos Interculturais Indígenas está na 7ª edição

Jogos Interculturais Indígenas está na 7ª edição

TARSO SARRAF/ESTADÃO CONTEÚDO

Indígenas de 16 comunidades de Manaus e de municípios do entorno participam neste domingo (30) da 7ª edição dos Jogos Interculturais Indígenas, na Comunidade Nossa Senhora do Livramento, localizada na zona rural da cidade, às margens do Rio Negro. Estão reunidos na área aproximadamente mil indígenas de mais de 20 etnias, como Miranha, Mura, Sateré-mawé, Kokama e Munduruku.

Usados como “atração turística”, índios da zona sul de SP lutam por sobrevivência em meio a abandono do Estado

“A intenção é que possamos unir mais o nosso povo e fazer com que os grupos fiquem mais próximos um do outro através do esporte”, afirmou o cacique Austério, da etnia Baré, um dos organizadores do evento.

Os indígenas vão disputar mais de 10 modalidades esportivas, a maioria tradicionais. Entre elas, zarabatana, corrida de tronco, cabo de guerra, arco e flecha e lançamento de lanças. Os jogos contam com o apoio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer.

Índios não são respeitados quando não usam cocar, diz coordenador de aldeia na zona sul de SP

“Estamos levando material esportivo, desde corda para o jogo de cabo de guerra, bola, rede, arco e flecha. Estamos com uma infraestrutura grande, principalmente de transporte, porque tem muitos indígenas que vão da cidade para a comunidade”, destacou o secretário Mário Barros.

Os indígenas vencedores dos jogos interculturais vão receber medalhas.