Cidades Entregador é vítima de racismo em condomínio de luxo de Goiânia

Entregador é vítima de racismo em condomínio de luxo de Goiânia

Agressora mandou mensagens para gerente do estabelecimento pedindo para trocar de entregador por ser negro. Condomínio afirma ser trote

  • Cidades | Do R7

Gerente divulgou troca de mensagens racistas

Gerente divulgou troca de mensagens racistas

Reprodução Redes Sociais

Uma moradora de um condomínio de luxo, em Goiânia (GO), insultou e impediu um motoboy de realizar uma entrega na sua casa por ser negro. Elson Oliveira foi alvo de xingamentos racistas durante a tentativa de entrega de um hamburguer no domingo (25).

Leia também: Motoboy sofre ofensas racistas durante entrega em Valinhos (SP)

A agressora mandou mensagens para a gerente do estabelecimento pedindo para trocar de entregador. “Esse preto não vai entrar no meu condomínio. Manda outro motoboy que seja branco”, escreveu a moradora. Na troca de mensagens, a gerente se nega a fazer a troca.

“Como vocês sabem, eu gerencio a hamburgueria do meu irmão. Ontem, no final da noite, tivemos um pedido no Aldeia do Vale e quando o entregador estava chegando lá, pedi para que ela liberasse a portaria para que ele pudesse entrar. Tive essas palavras como resposta”, publicou a gerente, divulgando a conversa no perfil da hamburgueria.

Condomínio afirma ser trote

Após uma manifestação de motoboys, o condomínio Aldeia do Vale afirmou, em nota, que a agressora não é moradora e diz que tudo não passou de um "trote".

"O condomínio Aldeia do Vale informa que recebeu, no início da noite, a informação da Delegacia Estadual de Crimes Cibernéticos acerca do nome da pessoa que cometeu o crime de racismo  e, que, imediatamente, verificou que ela não é moradora do condomínio [...] Ou seja, tudo não passou de um trote criminoso por alguém que nunca residiu aqui".

Últimas