Cidades Menos operações e mais estratégia: buscas por Lázaro chegam a 14º dia

Menos operações e mais estratégia: buscas por Lázaro chegam a 14º dia

Homem de 32 anos já fugiu de penitenciárias de Goiás, Bahia e DF. Segundo a força-tarefa, cerco está “cada vez mais fechado”

  • Cidades | Do R7

Equipes entram no 14º dia de buscas por Lázaro

Equipes entram no 14º dia de buscas por Lázaro

Divulgação/Corpo de Bombeiros de Goiás

As equipes de polícia envolvidas nas buscas por Lázaro Barbosa, o chamado ‘serial killer de Brasília’, entraram, nesta terça-feira (22), no 14º dia de trabalhos para encontrá-lo.

As ações ocorrem sobretudo em cidades próximas da divisa entre Goiás e Distrito Federal, na região goiana de Cocalzinho, onde o homem de 32 anos havia sido visto pela última vez.

Segundo informações coletadas pela Record TV, com menos operações, a aposta da polícia neste momento é trabalhar com estratégias para encontrar o fugitivo.

A última atualização da força-tarefa das buscas por Lázaro, divulgada na noite desta segunda-feira (21), indica que foram realizadas incursões para checar informações de possíveis locais por onde o fugitivo teria passado. A ação contou com apoio de cães farejadores.

Além disso, o exército brasileiro cedeu às equipes 40 rádios comunicadores para auxiliar os trabalhos de busca. Setores públicos e privados também têm ajudado com doações e apoios materiais. Segundo o comunicado, nunca houve desamparo aos policiais.

A força-tarefa informa também que, em 24 horas de funcionamento por dia, já foram recebidas cerca de 1.000 denúncias; porém, em maioria foram trotes ou conversas sem relevância à operação.

De acordo com a nota, o cerco ao serial killer está “cada vez mais fechado”.

.

Últimas