Cidades No Pará, PF faz a maior apreensão de madeira nativa da história 

No Pará, PF faz a maior apreensão de madeira nativa da história 

Material é suficiente para construir 2.620 casas populares. São 43.700 toras, dispersas por esplanadas nos rios Mamuru e Arapiuns, na divisa com AM

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV

Maior apreensão de madeira nativa da história do Brasil

Maior apreensão de madeira nativa da história do Brasil

Divulgação

A Polícia Federal realizou a maior apreensão de madeira nativa da história do país. Foram 131,1 mil m³ de toras extraídas no oeste do Pará nesta segunda-feira (21). O material é suficiente para a construção de 2.620 casas populares. As 43.700 toras estão dispersas por diversas esplanadas ao longo dos rios Mamuru e Arapiuns, na divisa do Pará com o Amazonas.

Veja também: Operação Verde Brasil: entenda como funciona a concessão de territórios para a extração legal de madeira

A região é de cerca de 20 mil km², tamanho aproximado ao do Estado de Sergipe.

A apreensão aconteceu durante a operação denominada Handroanthus GLO, deflagrada pela PF em parceria com o Ministério Público Federal. Segundo a Polícia Federal, essa apreensão faz parte das investigações que aconteceram a partir de uma balsa retida no Rio Mamuru,  no dia 15 de novembro deste ano, com aproximadamente 2.700 m³ de madeiras nativas do bioma amazônico.

Material é suficiente para a construção de 2.620 casas populares

Material é suficiente para a construção de 2.620 casas populares

Divulgação

Operação Verde Brasil 2

As ações fazem parte da Operação Verde Brasil 2, deflagrada em 11 de maio de 2020 para o combate aos focos de incêndio, desmatamento e garimpo ilegal na região da Amazônia Legal. Em novembro, operação foi prorrogada até 30 de abril de 2021.

A missão é coordenada pelo Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa e conta com o apoio do Comando Conjunto Norte (CCjN), do Comando Conjunto Amazônia (CCjA), do Comando Conjunto Oeste (CCjO) e do Comando de Operações Aeroespaciais (Comae), da Força Aérea Brasileira (FAB).

 Operação Verde Brasil 2, deflagrada em 11 de maio de 2020

Operação Verde Brasil 2, deflagrada em 11 de maio de 2020

Divulgação

A Verde Brasil 2 também é um trabalho integrado com agentes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Força Nacional de Segurança Pública, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Além de membros do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio).

Últimas